Comissão com 50 milhões para propostas na cibersegurança

A iniciativa visa preparar a constituição de uma rede de competências na União Europeia, mas envolve o desenvolvimento de tecnologia capaz de ser comercializada. Prazo termina a 29 de Maio.

A Comissão Europeia convida consórcios europeus de centros de investigação e parceiros, a apresentarem propostas para um projecto-piloto, de cibersegurança, no valor de 50 milhões de euros. A iniciativa destina-se a apoiar a criação de uma rede de centros de competência na matéria, que abranja toda a União Europeia mas tenha uma entidade central: o Centro Europeu de Investigação e Competência em Cibersegurança.

Associado tem o objectivo mais economicista de aumentar a escala de projectos de investigação existentes. O intuito é que se produza tecnologia capaz de ser comercializada e proteger Mercado Único Digital.

Para se atingirem os objectivos os participantes devem, “em paralelo, propor, testar, validar e explorar a possível configuração organizacional, funcional, processual, tecnológica e operacional, de uma rede de competências em cibersegurança com um centro de competência central”, diz a Comissão.

O projecto-piloto surge, de certa forma, na sequência da Parceria Público Privada para a Cibersegurança. Criada em 2016, desencadeou um investimento de 1,8 mil milhões na área, segundo a Comissão.

Contudo, o orgão comunitário nota que o valor é insuficiente face aos esforços desenvolvidos noutras partes do mundo. E vê  também a necessidade de unificar as capacidades e competências existentes e espalhadas por toda a UE, para garantir protecção de infra-estruturas, a economia digital e até a democracia.

O prazo termina a 29 de Maio.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado