Altice cria órgão para relações laborais e sindicais

PS, PCP e BE de acordo sobre o direito dos trabalhadores à recusa de transferências para outras empresas, no regime de transmissão de estabelecimento.

A Altice Portugal anunciou ter criado um conselho consultivo para as relações laborais e sindicais, da organização. No mesmo dia, PS, PCP e BE entraram em acordo sobre a revisão do regime de transmissão de estabelecimento, figura de que a empresa é acusada de abusar na sua reorganização.

Segundo o jornal Público, os três partidos concordam com o direito dos trabalhadores à recusa de transferências para outras empresas, no referido enquadramento legal. Com a criação do novo órgão, a Altice Portugal “pretende aumentar a eficiência nas relações entre os trabalhadores e a empresa, promovendo uma maior capacidade de alcançar paz social, o estabelecimento de pontes e geração de consensos”, diz em comunicado.

O conselho foi apresentado numa reunião com a maioria dos sindicatos representativos dos trabalhadores e a comissão de trabalhadores. Segundo a mesma nota, a reunião foi solicitada pelas estruturas de representação colectiva dos trabalhadores da Altice Portugal “para a discussão específica do regime de dispensa de assiduidade respeitante aos colaboradores em mobilidade.

A empresa diz ainda que foi “mais uma vez relevado o facto da total normalidade e licitude da
renovação da dispensa de assiduidade devidamente enquadrada na lei laboral”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado