Microsoft testa cifra da Signal para o Skype

A empresa diz que, após uma série de testes, vai quer integrar uma nova funcionalidade de conversação com maior privacidade na versão UWP do Skype.

A Skype tornou-se a mais recente aplicação de conversação na qual foi incorporado suporte para comunicações cifradas, na última quinta-feira, ainda que em fase de testes. A Microsoft decidiu experimentar o protocolo da Signal, outra aplicação do mesmo segmento, em versões pre-liminares de clientes desktop e smartphone.

O recurso que beneficia da tecnologia, Private Conversations, está disponível para iOS, Android, Linux, Mac. Pode ser usado ainda na aplicação de desktop Windows, em beta, baseada em Win32. A Microsoft disse que, após a conclusão de uma série de testes, a empresa quer integrar o Private Conversations na versão UWP do Skype fornecida no Windows 10.

O Private Conversations permitirá ao utilizadores a realização de chamadas de áudio Skype cifradas, de um extremo a outro extremo das ligações, entre duas pessoas. O envio de mensagens de texto ou ficheiros de imagem, som ou vídeos, também é suportado.

Só poderá estabelecer uma conversa privada entre dois dispositivos. As mensagens recebidas e os ficheiros enviados estarão ligados ao dispositivo específico que usa no momento, para salvaguardar a privacidade.

A Signal, aplicação da Whisper, foi originalmente considerada como uma das aplicações mais fiáveis ​​para se comunicar de forma privada, entre dois dispositivos. Recebeu todas as mais altas notas na primeira classificação feita pela Electronic Frontier Foundation.

A organização está actualmente a rever a classificação e a desenvolver uma nova lista e adverte que aquela original deve ser considerada desactualizada. A EFF apontou na Skype vários pontos que precisavam de melhoria:
‒ por não fornecer uma forma de estabelecer a identidade dos contactos das empresas com se comunica,
‒ não disponibilizar uma maneira de proteger as comunicações passadas se as chaves de cifra forem roubadas
‒ não fornecer o código para revisão externa;
‒ e por não cifrar as comunicações.

Não é claro se algum desses pontos foi alterado para a versão beta actualizada. Aos utilizadores interessados em experimentar, a Microsoft recomenda simplesmente seleccionem “New Private Conversation” no menu Compose da aplicação ou no perfil do destinatário.

E passam a ver um ícone de “bloqueio” ao lado da conversa. Mas no caso de ser estar realmente preocupado com a privacidade, provavelmente será melhor usar uma aplicação de comunicação segura já consolidada, como a Signal, até que a Skype receber aprovação da EFF.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado