Cinco actualizações do Windows 10 para “Insiders”

O Insider Build 17074 para Windows 10, disponibilizado na semana passada, introduziu novidades na funcionalidade “Quiet Hours” e protege das vulnerabilidades Spectre e Meltdown.

A Microsoft lançou o “Windows 10 Insider Preview Build 17074”, na passada quinta-feira. A nova compilação adicionou novidades na funcionalidade “Quiet Hours”, para suporte da organização automatizada de notificações, e apresenta evoluções nos formulários de preenchimento automático do Microsoft Edge.

Como seria de esperar, a primeira compilação “Insider” do ano é extensa, embora a maioria das alterações possa ser classificada de cosmética, mais do que substantiva. Uma das áreas de melhoria mais significativas incluem os e-books, cuja interface é agora mais amiga do utilizador e consistente.

De salientar ainda que, não obstante a Microsoft ter lançado mitigações para as vulnerabilidades Spectre e Meltdown nas actualizações de Janeiro, as novas actualizações também incluem (possivelmente novas) mitigações para proteger os “insiders” de ambas as vulnerabilidades.

1 – Quiet Hours permite trabalhar e jogar sem interrupções

Um dos recursos a destacar da nova compilação é uma versão melhorada do “Quiet Hours”, que pode ser programado também como uma funcionalidade “Não Incomodar”. Enquanto o Quiet Hours estiver activado não irá receber tantas notificações como de outro modo, e serão limitadas às pessoas e aplicações mais relevantes.

As notificações serão menos, mas estarão lá de qualquer modo. A funcionalidade irá arrancar automaticamente se estiver a jogar, mais concretamente em jogos Direct X em ecrã completo.

O Windows irá também activar a função se estiver a projectar o dispositivo assegurando que a apresentação não é interrompida por alertas de email. A excepção parece ser para os contactos “MyPeople”,  uma vez que os alertas das pessoas assinaladas na sua barra de ferramentas vão ter a capacidade de, automaticamente, entrar.

2. Edge irá armazenar cartões de crédito

Neste aspecto o Edge estava bastante atrasado, uma vez que o Chrome adicionou o preenchimento automático para o canal beta já oito anos. Finalmente o Edge vai armazenar o seu cartão de crédito no browser e poderá escolher o cartão através de um menu pré-preenchido com os dados.

A informação CVV não será no entanto gravada, pelo que, terá de a memorizar ou continuar a ter consigo o cartão.

3- Experiência melhorada com eBooks

Ler ebooks vai ser mais fácil com as melhorias introduzidas no Edge. Em primeiro lugar a imagem dos livros armazenados como EPUB, PDF e visualização Reading  foi melhorada, graças a uma estética “Fluent Design”. Finalmente será possível ler em modo de ecrã completo.

Registam-se melhorias ainda na marcação da página e anotações, enquanto os seus livros electrónicos passam de dispositivo Microsoft em dispositivo Microsoft. Foi adicionado suporte para “EPUB Media Overlays”, o nome dado à experiência de áudio-livros personalizada em que o Edge assinala as palavras à medida que o narrador as lê.

Finalmente a loja da Microsoft irá também fazer sugestões se a sua biblioteca estiver vazia.

4 – Campos de texto agora com reconhecimento de caligrafia

Um desafio que a Microsoft enfrenta por disponibilizar todas as formas possíveis de introduzir dados no Windows é que nem todos evoluem ao mesmo tempo. A ênfase actualmente está na caneta que tem agora uma caixa melhorada de reconhecimento de caligrafia, integrada nas actualizações “Fall Creatores”.

A caixa é agora activada quando toca com a caneta do campo de texto para que não seja necessário lidar com o software de teclado em modo tablet.

5 -Estará a ser preparada uma renovação do Windows?

Não é claro que seja significativo, mas o novo pacote para “Insiders” inclui alguma nova terminologia para o Windows 10 S.

“Os utilizadores que correm o Windows S poderão ter reparado que depois de fazer as mais recentes actualizações, os seus PC parecem estar a correr em modo “Windows 10 Pro S”, diz a Microsoft. Esta mudança é feita de raíz e estes PC vão continuar a funcionar como Windows 10 S e vão continuar a receber compilações “Insider Preview” como parte dos testes RS4.

Teremos mais a partilhar à medida que nos aproximamos do próximo lançamento Windows 10”, explica a Microsoft.  




Deixe um comentário

O seu email não será publicado