Microsoft disponibilizou kit para computação quântica

O fabricante passou a oferecer um conjunto de ferramentas baseadas na linguagem de programação Q #.

Microsoft passou a disponibilizar desde a semana passada um conjunto de ferramentas de desenvolvimento e iniciação à programação para computação quântica. O denominado Quantum Development Kit serve para utilizar a linguagem de programação Q #, proposta pela empresa e em versão de teste.

O fabricante tem manifestado particular entusiasmo na computação quântica, com o CEO Satya Nadella a considerar que será a tecnologia para alimentar os computadores do futuro. Um computador quântico pode resolver problemas complexos em horas ou dias, em comparação com computadores clássicos que levariam milhares de milhões de anos, refere a empresa.

A Microsoft parece querer apostar na computação em áreas como a da saúde, energia e sistemas ambientais. O Quantum Development Kit, lançado em forma beta a 11 de Dezembro, está ancorado na Q # (pronunciado em inglês “q sharp”), com um sistema de tipos nativo para qubits, o análogo quântico de um bit.

O sistema também suporta operadores e outras abstrações e oferece integração com o Visual Studio IDE. O kit de programação quântica também possui simuladores para implantação na cloud Azure, mas também em infra-estrutura local.

O simulador na cloud funciona com simulações que exigem mais de 40 qubits de poder de computação.

Neste último caso permite a depuração para aplicações quânticas escritas em Q #, incluindo a configuração de pontos de interrupção ou “breakpoints”. O simulador na cloud funciona com simulações que exigem mais de 40 qubits de poder de computação.

O simulador de rastreio disponível no conjunto de ferramentas ajuda a optimizar o código para executar num computador quântico. Também estão incluídos entre as ferramentas, bibliotecas, amostras e tutoriais para a construção de soluções quânticas.

A linguagem Q # é de domínio específico servindo para expressar algoritmos quânticos. Entre outras características e recursos, oferece:

‒ capacidade para os programadores escreverem sub-programas executados num processador quântico adjunto enquanto são controlados por um programa anfitrião clássico;
‒ uma biblioteca com operações de suporte ao controlo de linguagem clássica e algoritmos quânticos em Q #.

O conjunto de ferramentas está disponível no site Microsoft Quantum, mediante o preenchimento de um formulário, com informações de contacto e respostas a perguntas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado