Avaya sai de processo de insolvência até ao final do ano

O fabricante deverá sair do processo de insolvência em Dezembro, depois do Tribunal de Insolvências ter aprovado o segundo plano de reorganização da empresa, diz o CEO da Avaya.

A Avaya deverá sair do processo de insolvência (chapter 11) nos EUA em Dezembro, depois do Tribunal de Insolvências dos EUA para a região Sul de Nova Iorque ter aprovado o segundo plano de reorganização da empresa.

A fabricante de soluções de comunicação unificadas disse, a 28 de Novembro, que a decisão tomada deverá apontar para a saída do processo de reestruturação antes do final do ano. O fabricante fez um pedido de recuperação judicial em Janeiro, no âmbito de uma estratégia que visa passar de empresa de hardware para empresa de software e serviços.

O presidente e CEO da Avaya, Jim Chirico, disse que a aprovação do plano pelo tribunal é o culminar de meses de trabalho duro e de negociações intensivas entre várias partes interessadas.

“Nas próximas semanas, a Avaya vai sair deste processo mais forte que nunca e posicionada para sucesso de longo prazo, com a flexibilidade financeira para criar ainda mais valor para os nossos clientes, parceiros e accionistas”, disse Chirico.

A Avaya terá cerca de 2,93 mil milhões de dólares de dívida e 300 milhões de dólares de empréstimos com activos como garantia sénior após o levantamento da protecção no âmbito do “chapter 11”. Esta é uma redução substancial sobre a dívida inicial – na ordem dos seis mil milhões de dólares – aquando do início do processo de reestruturação financeira. Em Março, a Avaya vendeu o negócio de redes por cerca de 100 milhões de dólares à Extreme Networks.

A estrutura de capital revista deverá ter como resultado o aumento de poupança anual em juros na ordem dos 200 milhões de dólares face ao ano fiscal de 2016.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado