Mercados emergentes representam 60% dos utilizadores da Aptoide

A startup portuguesa ultrapassou recentemente os 200 milhões de utilizadores. Revela agora que 120 milhões são oriundos dos mercados emergentes.

Paulo Trezentos, co-fundador da Aptoide

Paulo Trezentos, co-fundador da Aptoide

A loja de aplicações portuguesa, Aptoide, anunciou ter 120 milhões de utilizadores nos mercados emergentes, onde se incluem países e regiões como o Brasil, o México ou o sudeste asiático.

Estes utilizadores representam 60% do total e têm sido conquistados através de produtos específicos desenvolvidos para os mercados emergentes, como é o caso da versão Lite, que ocupa menos memória no smartphone e consome menos dados ou de versões ajustadas às particularidades dos locais.

No México e no Brasil, o conteúdo das lojas online foi traduzido para os idiomas locais, com escolhas de temas baseados na cultura e nos interesses locais, tendo sido igualmente desenvolvida uma página específica para cada país.

A startup criou ainda a opção chamada “Spot & Share”, que permite aos utilizadores enviar apps uns aos outros, sem necessitarem de ligação à Internet.

“Adaptar a nossa estratégia tem-nos permitido falar a linguagem [do cliente] e dar, aos utilizadores, em qualquer parte do mundo, um ambiente personalizado focado na descoberta de aplicações”, refere Paulo Trezentos, Co-Fundador e CEO da Aptoide.

A tecnologia de cripto-moedas AppCoins, o mais recente projecto da empresa, está também disponível para todos os utilizadores da startup. Recorde-se que as AppCoins (ou criptomoedas) são transmissíveis entre utilizadores e que podem ser ganhas também através de certas acções dentro da loja de aplicações. Para os utilizadores que nunca tiveram métodos de pagamento disponíveis – como acontece muitas vezes nos mercados emergentes – as AppCoins são uma forma de pagamentos que podem ser bastante interessantes.

Parcerias aceleram entrada nos mercados emergentes

A Aptoide assinala que a entrada nos mercados emergentes resultou, na sua maioria, das parcerias realizadas com as companhias locais, tais como operadores de telecomunicações, integradores e fabricantes de equipamentos electrónicos (OEM), explica em comunicado.

Ao permitir aos parceiros a criação da sua loja personalizada, a Aptoide conseguiu atingir cerca de 14 milhões de utilizadores. De todas as 60 parcerias fechadas em várias partes do mundo, mais de 40 foram estabelecidas em mercados emergentes.

A parceria com a BoaCompra, uma empresa de métodos de pagamento online do Grupo brasileiro UOL que permite compras na aplicação a partir de uma carteira online como alternativa ao cartão de crédito, conta actualmente com mais 350 milhões de utilizadores.

As várias parcerias com fabricantes locais na China permitiram à empresa atingir, no primeiro semestre de 2017, um milhão de dispositivos com a Aptoide pré-instalada no seu software. Para apoiar a operação, Aptoide abriu um escritório em Shenzhen, na China, e outro em Singapura.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado