Treze por cento das empresas acede aos ERP através da cloud

O acesso aos ERP na cloud ainda está longe da maturidade, mas cresce a bom ritmo referem os responsáveis da IDC e da Primavera Portugal.

Felicidade Ferreira, directora-geral da Primavera Portugal

A maioria das empresas em Portugal já utiliza software de gestão empresarial. São 88% das empresas, mais 6,1 ponto percentuais do que em 2014, revela um estudo realizado em parceria pela IDC e pela Primavera BSS ao tecido empresarial português.

O crescimento está correlacionado, segundo os analistas, com uma maior preocupação das empresas em competir num mercado cada vez mais global.

Os sectores da construção e dos serviços são os únicos abaixo dos 90%, bem com as empresas com menos de cinco colaboradores.

Entre as empresas que possuem soluções de ERP apenas 13% acede às mesmas através da cloud pública, contribuindo para igualmente para este valor as pequenas organizações e as empresas dos sectores da construção e dos serviços.

Quanto a modelos de preço, poucas empresas utilizam soluções gratuitas (menos de 5%), sendo que, destas, cerca de um terço pretende evoluir para uma versão paga.

Mercado de cloud pouco maduro, mas a crescer a “bom ritmo”

O estudo permite concluir que “praticamente todo o tecido empresarial” português já entende a importância da utilização de um software para a gestão empresarial”, assegura Gabriel Coimbra, director-geral da IDC Portugal.

No entanto, “verificamos ainda pouca maturidade no que toca ao conhecimento e utilização dos modelos de licenciamento cloud, o qual é fundamental para uma maior agilidade e capacidade de internacionalização das empresas portuguesas”, acrescenta o analista.

Do lado da Primavera Portugal, a directora-geral da empresa, assinala que os dados de adesão à cloud mostram que a transformação digital das empresas está a começar, mas a decorrer a bom ritmo.

No caso da empresa de Braga, temos “assistido a uma duplicação do negócio em cloud a cada ano que passa, por isso, apesar de ainda existir um longo caminho a percorrer, a cloud é sem dúvida o futuro”.

O estudo foi desenvolvido durante o corrente ano e teve por base uma amostra representativa de mais de 4500 empresas auscultadas sobre investimento, consolidação, exportação e práticas internas de gestão. A amostra contemplou também a antiguidade e número de colaboradores das empresas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado