Salesforce muda foco para a personalização de aplicações

O fornecedor de serviços de software para CRM fez um amplo conjunto de anúncios relacionados com várias aplicações da Customer Success Platform.

A Salesforce anunciou uma série de mudanças na sua plataforma de aplicações empresariais Customer Success Platform, com foco na entrega de maior capacidade de customização aos clientes. Durante uma conferência de imprensa no primeiro dia da sua conferência, Dreamforce, o director de produto, Alex Dayon, revelou que os clientes têm solicitado mais opções de custumização dentro da plataforma Salesforce.

Como resultado, “todos os serviços na plataforma vão ter mais recursos para permitir que [os clientes] possam construir, personalizar e ter sucesso com esses serviços”, assinalou Dayon. Isso levou a uma série de novidades na plataforma MyLightning para desenvolvimento de aplicações, MyTrailhead para formação, MySalesforce para a mobilidade e MyEinstein para acesso a recursos de Inteligência Artificial (IA), todos focados em experiências mais personalizadas.

O melhor exemplo é a MySalesforce, que permitirá aos clientes personalizar a versão móvel do Salesforce, para os seus funcionários. A aplicação móvel poderá customizada poderá ser até disponibilizada através da App Store ou da Google Play para os funcionários poderem descarregá-la.

A MyEinstein surge mais focada em dar aos funcionários a capacidade de criar aplicações com capacidades preditivas através de uma interface declarativa, sem recurso a desenvolvimento de software. Apostando ainda mais em ferramentas de produção de aplicações “no-code” ou “low-code”, a Salesforce quer permitir que os utilizadores da área do negócio criem as suas próprias aplicações, em torno de fluxos de trabalho simples dentro da plataforma Salesforce e sem terem de escrever código.

John Ball, director-geral da empresa para o negócio em torno da Einstein diz que desde o lançamento desta base no ano passado, os clientes solicitaram também a possibilidade “aplicações personalizadas e todas as customizações que eles fizeram na Sales Cloud ou Service Cloud”.

O Einstein Prediction Builder está actualmente em fase piloto e deverá chegar ao mercado no Verão de 2018.

“Olhando para os dados, cerca de 80% daqueles alojados na plataforma Salesforce são armazenados em objectos costumizados. Os clientes adoptaram a Salesforce e fizeram dela a sua plataforma, e por isso tornamos a Einstein e MyEinstein capaz se suportar o mesmo”, explica.

O sistema do Einstein Prediction Builder permite que os clientes criarem modelos de AI personalizados em torno de previsões para qualquer campo presente na Salesforce, identificando a área sobre a qual deseja obter previsões e seleccionando os dados que deseja usar numa interface, de “arrastar e soltar” elementos gráficos.

Por exemplo, alguém da equipa de finanças pode criar uma aplicação capaz de aproveitar os dados presentes na Salesforce e um modelo de aprendizagem automática pré-definido para prever que clientes vão atrasar-se no registo de facturas.

O Einstein Prediction Builder está actualmente em fase piloto e deverá chegar ao mercado no Verão de 2018. A plataforma Einstein vai ser equipada ainda com um conjunto de ferramentas para criar “chabots”, o Einstein Bots.

Podem ser alimentados por serviços de histórico e dados de CRM para responder a consultas comuns dos clientes. Os “chabots” poderão ser implantados através do Service Cloud.

Por exemplo, um “bot” pode ser configurado para monitorizar o estado dos pedidos ou solicitar um reembolso e accionar o processo relevante automaticamente. O Einstein Bots está em testes e a Salesforce espera disponibilizá-la no Verão de 2018.

O MyTrailhead é uma extensão da plataforma de formação da Salesforce que permitirá às empresas usarem uma interface, de arrastar elementos gráficos, chamada Trail Maker, para criar formação personalizada num ambiente costumizado para uma marca.

A Salesforce também incluiu o Trail Mixer na MyTrailhead, em que os seus administradores podem criar um caminho de formação customizado usando conteúdo do Trailhead público, conteúdo customizado criado na plataforma, ou conteúdo externo, como vídeos ou apresentações de slides.

Actualmente, os gestores podem usar recursos como a Trail Tracker e a Trail Checker para perceber em que nível os funcionários estão na sua formação e começar a criar um gráfico de pessoal. Isso inclui o conjunto das suas competências, para análise de talento e de lacunas de habilitações.

A MyTrailhead estará fase de piloto no primeiro semestre de 2018 com disponibilidade geral no final desse ano. O preço será anunciado no momento da disponibilidade geral.

 MyIoT é a mais recente adição ao portefólio do fabricante

O MyLightning está focado na criação de mais aplicações, temas, fluxos e componentes personalizados dentro da Salesforce usando a matriz Lightning. Isso permite essencialmente a personalização da experiência central de CRM com imagens de marca, cores e imagens de fundo da página, assim como fluxos de trabalho personalizados.

Por último, a mais recente adição ao portefólio da Salesforce é a MyIoT, uma interface declarativa para a criação de aplicações em cima de dados de IoT para criar automatização baseada em regras, por exemplo, directamente na plataforma da Salesforce.

De acordo com o fabricante, isso permitirá aos clientes: “combinar dados conectados de dispositivos, sensores e aplicações com o contexto do cliente da Salesforce para criar experiências proactivas de serviços e marketing e vendas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado