Receitas da Apple sobem 12% no trimestre

A tecnológica registou um volume de negócios de 52,6 mil milhões de dólares no trimestre e poderá chegar aos 90 mil milhões no trimestre em curso.

An illuminated Apple logo hangs at the entrance to an Apple Store in New York on December 14, 2016. Foto: Agam ShahNo quatro trimestre, terminado a 30 de Setembro, a Apple apresentou receitas de 52,6 mil milhões de dólares, um crescimento de 12% face a igual período do ano passado. No trimestre homólogo de 2016, a empresa facturou 46,9 mil milhões de dólares.

As vendas fora dos EUA tiveram um comportamento particularmente forte, sendo responsáveis por mais de 60% das receitas do trimestre. A título de exemplo, o mercado chinês apresentou um incremento de 12%.

A empresa vendeu 46,7 milhões de iPhones, 10,3 milhões de iPads e 5,4 milhões de Macs durante o trimestre, sendo que todos os produtos apresentaram crescimentos face ao ano anterior. As vendas de unidades de Mac e iPad cresceram inclusivamente a dois dígitos na comparação com igual período do ano anterior.

O incremento das vendas de MacBook Pro que levaram ao crescimento das vendas de Mac. Por seu lado a venda de iPads foi motivada pelo incremento de 25% no mercado chinês.

Luca Maestri, CFO da Apple, justifica o crescimento com o incremento das vendas de MacBook Pro que levaram ao crescimento das vendas de Mac. Por seu lado a venda de iPads foi motivada pelo incremento de 25% no mercado chinês, refere o mesmo responsável.

Para o trimestre em curso – a época de Natal – as perspectivas da Apple são ainda mais elevadas, antecipando vendas entre 84 mil milhões e 87 mil milhões de dólares. A confirmarem-se as previsões será o maior volume de vendas num trimestre desde sempre. O ano passado as vendas no último trimestre do ano civil atingiram os 78,4 mil milhões de dólares. O trimestre de Natal do ano passado incluiu uma semana extra de vendas que não será incluída este ano. Segundo a IDG, a Apple está a ser conservadora nesta previsão, podendo facilmente, vir a superar os 90 mil milhões de vendas

O quarto trimestre é também, habitualmente, o melhor em vendas de serviços incluindo Apple Music, App Store e Apple Pay. A categoria de “outros”, que inclui itens como os relógios e televisões inteligentes, apresentou um incremento de 36% no trimestre face ao período homólogo do ano passado. No caso do Apple Watch, as vendas aumentaram mais de 50% pelo terceiro trimestre consecutivo, segundo Tim Cook, na conferência de apresentação dos resultados.

Os resultados trimestrais da Apple foram apresentados antes do lançamento do iPhone X, que a empresa espera que venha a ter vendas elevadas. No último trimestre do ano civil, em 2016, a Apple vendeu 78,3 milhões de iPhones, e este ano antecipa vender 80 milhões.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado