Percentagem de eCommerce internacional caiu nove pontos nas empresas portuguesas

Dados disponibilizados pela ACEPI indicam que de 2015 para 2106 o peso do negócio com o estrangeiro diminuiu de 26% para 17%.

Enquanto mais de 85% dos consumidores residentes em Portugal e que recorrem ao eCommerce compraram em sites estrangeiros, o peso das vendas para mercados internacionais caiu de 26% para 17%, entre 2015 e o final de 2016, tendo em conta informação disponibilizada pela ACEPI.

A informação é baseada em dados do INE e da IDC e revela ainda um pequenos ajustes no panorama das empresas portuguesas que efectuam negócio online, cuja percentagem cresceu 10%: de 17% para 27%. A distribuição das empresas sugere que há mais micro-empresas – a sua presença cresceu 1%, para 9% ‒ com operações de eCommerce, assim como pequenas empresas, cuja quota cresceu dois pontos percentuais para 25%.

Ao mesmo tempo a percentagem de médias empresas regrediu 4% para 36% e aquela referente às grandes organizações ficou nos 54%. Baseada em dados das mesmas fontes, a ACEPI estima que 36% dos consumidores residentes em Portugal fará compras online, durante 2017. São mais 6% do que o previsto para 2016.

O volume total de compras estimado é de 4,7 milhões, enquanto o valor avançado para 2016 foi de 4,2 milhões.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado