Job Deploy quer ter rede de recrutadores para TI

A startup procura facilitar o acesso de prospectores a candidatos para cargos de TI e pretende facilitar o reconhecimento directo, em valor, de empresas para com profissionais em outsourcing

Desde o início de Outubro que a Job Deploy está procurar desenvolver uma rede de recrutadores, em torno da sua plataforma focada na contratação de recursos humanos de TI, com uma oferta privilegiada. Depois de um pré-registo, e da aprovação por parte dos gestores do serviço, os prospectores terão acesso a informação exclusiva, publicada pelos utilizadores da plataforma.

Para os profissionais de recrutamento que apresentem um candidato seleccionado, a comissão será muito acima dos valores de referência praticados no mercado. O valor da compensação na Job Deploy deverá ser em média entre os 500 e os 1000 euros, estima a startup. A Job Deploy já permitia a referenciação, um processo onde, após a contratação, quem referencia o profissional de TI recebe uma comissão equivalente à primeira taxa de 10% na plataforma.

Mas, em comunicado, a startup revela que também quer aprofundar a sua actividade até aos processos de retenção de recursos humanos de TI. Os profissionais recrutados em regime de outsourcing são, muitas vezes, integrados nas equipas do cliente, assumindo funções com tanta relevância como aqueles que são “contratados pela casa”, directamente.

Se o cliente decidir aumentar o salário do trabalhador em outsourcing, esse valor vai reflectir-se automaticamente na sua remuneração, promete a Job Deploy.

Contudo alguns deles acabam, ao fim de algum tempo, por desempenhar funções muito relevantes nos projectos em que participam. Beneficiando de mais de 10 anos de experiência em empresas de outsourcing, o CEO da startup, Tiago Catarino considera que muitos clientes estão, muitas vezes, dispostos a pagar mais para promover e reter os colaboradores contratados através deste regime.

“A questão é que esse dinheiro não era canalizado para quem criava valor, mas para as empresas de outsourcing que intermediavam este processo pouco transparente e nada justo para quem está a trabalhar neste regime”, alerta o CEO da Job Deploy. Esta promete que no seu modelo de negócio não existirá qualquer “barreira ao reconhecimento”.

Se o cliente decidir aumentar o salário do colaborador, esse valor vai reflectir-se automaticamente na
sua remuneração, reforça.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado