Mastercard cria serviço de alerta de fraude

Com base na exposição a incidentes de segurança ou violação de dados, o Early Deterction Systems avisa os emissores para cartões e contas que tenham maior risco de utilização fraudulenta.

A Mastercard anunciou o lançamento de um novo serviço de alerta de fraude avançado para cartões ou contas, destinado às entidades emissoras, tipicamente instituições financeiras. O Early Deterction Systems identifica cartões ou contas que tenham maior risco de utilização fraudulenta, com base na exposição a incidentes de segurança ou violações de dados e alerta os emissores.

A ferramenta ajuda a “reduzir os custos relacionados” com fraudes e violações de dados de contas, “melhorando a experiência do consumidor”, explica a Martercard em comunicado.

Subjacente à necessidade de criar esta ferramenta está o “negócio do roubo de dados”, uma actividade que tem vindo a tornar-se mais sofisticada, ao mesmo tempo que os usurpadores se tornam mais aptos e rápidos.

No mês passado, em apenas um furto de dados, “foram relatadas 143 milhões de identidades comprometidas”, recorda a Mastercard, acrescentando que, a partir do momento em que os dados estão comprometidos e são publicados na Dark Web, pode levar apenas nove minutos a começarem a ser utilizados de forma fraudulenta.

A partir do momento em que os dados estão comprometidos e são publicados na Dark Web, pode levar apenas nove minutos a começarem a ser utilizados de forma fraudulenta.

O Early Detection System ajuda as instituições financeiras a prevenir ataques mais sérios e a responder mais rapidamente, tirando partido das informações da rede Mastercard, de recursos preditivos e de uma combinação de fontes de informação internas e externas, para determinar se um cartão ou conta está em risco. Com base nesta informação é enviado um alerta ao emissor da conta ou cartão com uma quantificação do nível de risco. Por sua vez, o emissor deve utilizar o nível de risco para priorizar com maior precisão as acções a serem tomadas – desde a monitorização mais atenta das transacções, à emissão proactiva de um cartão de substituição.

Segundo Ajay Bhalla, presidente de Global Enterprise Risk & Security na Mastercard, o novo serviço permite aos emissores “detectar proactivamente as actividades fraudulentas resultantes de dados que foram anteriormente roubados ou pirateados, o que possibilitará reduzir os custos e manter a melhor experiência possível para o titular do cartão”.

O novo sistema detecta todos os tipos de fraude, em todos os canais de transacções, e está disponível para todos os emissores a nível mundial, assinala a Mastercard.

“O sistema identifica desde transacções criminosas de dados de contas, até à identificação de cartões que estão a ser testados antes de serem utilizados para fraude, a dados de contas que aparentam estar em risco, sem que existam provas suficientes para considerar que os dados de conta estão comprometidos. Os emissores têm, assim, à disposição um conjunto mais amplo de alertas para contas em risco, que antecipa em seis a 18 meses os alertas que até agora existiam”, explica a Mastercard.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado