Oracle anuncia base de dados autónoma

A Autonomous Database Cloud surge com capacidedes de auto-gestão e aplicações de ciber-segurança para detecção e prevenção de ataques em tempo real.

Larry Ellison. CTO e chaiman da Oracle

O primeiro dia de trabalhos da Openworld que decorre até dia 5 de Outubro em São Francisco, teve como principal anúncio, a apresentação da Oracle Autonomous Database Cloud. Na sua palestra habitual,Larry Ellison, CTO e chairman da empresa revelou um base de dados com automatização baseada em aprendizagem automática.

Os recursos do novo sistema permitem-lhes autonomia de auto-gestão e incluem aplicações de cibersegurança que detectam e previnem ataques em tempo real, segundo o fabricante. As actualizações +ara a base de dados são feitas de forma automática e a incorporação de patches pode realizar-se com o sistema em funcionamento.

O fabricante acredita que da forma com foi concebida a plataforma prescinde da realização de testes e reduz os tempos de inactividade para menos de 30 minutos por ano. Paralelamente os custos para metade do valor, em comparação com a com serviços de cloud semelhantes fornecidos pela Amazon Web Services.

“Os preços da Amazon são cinco a oito vezes mais caros do que a Oracle Autonomous Database para correr uma carga de trabalho semelhante”, enfatizou Larry Ellison. O CTO garante uma redução de preços “em metade” face aos preços da Amazon. “É bastante simples quando somos cinco a oito vezes mais rápidos”, reforçou.

A nova oferta procura sustentar um modelo de “Bring-your-own-license to PaaS” que abrange a utilização de licenças não só para os serviços PaaS e bases de dados, mas também para sistemas de middleware e ferramentas analíticas.

O CTO ainda destacou que a tecnologia “é verdadeiramente elástica, de forma instantânea” e prescinde de afectação de mais “recursos do que aqueles de que verdadeiramente necessita”. “É verdadeiramente a computação ‘on demand’”.

A nova oferta procura sustentar um modelo de “Bring-your-own-license to PaaS” que abrange a utilização de licenças não só para os serviços PaaS e bases de dados, mas também para sistemas de middleware e ferramentas analíticas.  A Oracle está a ampliar o seu novo programa Oracle PartnerNetwork, com o Cloud Excellence Implementer Program.

Este foi estruturado para dar reconhecimento e recompensar os parceiros que ofereçam implementações bem-sucedidas da Oracle Cloud de forma continuada. De acordo com a empresa desde o seu lançamento, em Fevereiro de 2016, que mais de 2600 parceiros aderiram ao Oracle PartnerNetwork Cloud Program.

As receitas dos parceiros em vendas de soluções cloud aumentaram 105% por comparação com os resultados alcançados no ano anterior, refere o comunicado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado