Microsoft esclarece mudanças no canal de parceiros

A empresa está a concentrar equipas focadas em parceiros de toda a organização numa única divisão, a One Commercial Partner.

Ron Huddleston, vice-presidente da Microsoft para a One Commercial Partner

“One Commercial Partner vai aproveitar a experiência e o conhecimento dos nossos parceiros ‒ no desenvolvimento técnico, marketing, negócios e programas”, promete o vice-presidente da Microsoft para a divisão, Ron Huddleston.

Reúne aquilo que funciona para cada parceiro poder beneficiar, independentemente do seu tamanho, modelo de negócio ou geografia, explica a empresa. “A nova estrutura não é apenas orientada aos parceiros, coloca-os em primeiro plano e foi projectado para colocar nosso foco no seu sucesso e crescimento “.

A estrutura foi revelada durante o dia de abertura da conferência de parceiros, a Microsoft Inspire, em Washington e Huddleston diz que todos os profissionais do fabricante que lidam com parceiros terão a responsabilidade de trabalhar com o canal numa de três funções principais: “Construir com”; “Go-to-market” ou “ Vender com”.

“Se um parceiro precisa de desenvolver uma prática, criar propriedade intelectual ou criar novas capacidades, a nossa equipa de profissionais de desenvolvimento parceiros estará disponível para apoiar”, garante Huddleston.

À medida que a Microsoft evolui para vender com parceiros, o fornecedor também está a investir recursos adicionais em dois programas-chave: “co-venda de Azure” e o “Channel Managers”

“Ela tem conhecimento especializado em modelo de negócios e são suportados por recursos técnicos e especializados. A sua missão será obter o recurso adequado para o parceiro, no momento certo de modo a apoiar o seu sucesso e crescimento”.

Huddleston acrescenta que  a equipa de marketing para parceiros da Microsoft ajudará o canal a trazer soluções para o mercado através de novas ofertas. À medida que a Microsoft evolui para vender com parceiros, o fornecedor também está a investir recursos adicionais em dois programas-chave.

O primeiro, “co-venda de Azure”, oferece suporte de vendas e marketing para soluções desenvolvidas por parceiros com a plataforma de cloud. “A Azure é a única cloud pública a disponibilizar aos parceiros este benefício através do qual os representantes de vendas da Microsoft são pagos até 10% do valor do contrato anual do fabricante com o parceiro quando vendem soluções qualificadas de parceiros baseados em Azure”, explicou Huddleston.

“O segundo é o nosso novo ‘Channel Managers’. Esta força distribuída global estará 100% dedicada ao parceiro e ajudá-lo-á a vender soluções criadas com o Microsoft Azure, Microsoft Office e Dynamics 365. ”

No todo, Huddleston diz que os programas representam um investimento de 250 milhões de dólares.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado