Red Hat avança na hiperconvergência com open source

O fabricante passou a disponibilizar uma plataforma integrada de computação e armazenamento definida por software, concebida para implementações em instalações remotas.

A Red Hat tem já disponível a sua Hyperconverged Infrastructure, um sistema de software de infra-estrutura de hiperconvergência (HCI, sigla em inglês) totalmente open source preparada para vários cenários de “edge computing” – de necessidade de infra-estrutura de TIC no extremo da rede das empresas. Ao combinar tecnologias de armazenamento e virtualização com uma plataforma operacional, o fabricante procura dar suporte à deslocação de capacidades de datacenter a locais com espaço limitado, como filiais e outras instalações remotas.

Estas podem apresentar desafios únicos: menos espaço, condições de potência/arrefecimento menos favoráveis, e equipa técnica mais pequena ou inexistente . A Red Hat Hyperconverged Infrastructure foi concebida para permitir que as organizações implementem e giram centralmente infra-estruturas distribuídas, possibilitando que os locais remotos beneficiem de sistemas de elevado desempenho sem exigir uma presença no local de pessoal de apoio altamente especializado ou em grande número, explica um comunicado.

A plataforma inclui:

‒ a Red Hat Virtualization: software de virtualização, com as máquinas virtuais fundadas no núcleo (Kernel-based Virtual Machine (KVM);

‒ a Gluster Storage – sistema de definição de armazenamento por software pode ser estar em convergência no mesmo hardware que os hosts Red Hat Virtualization;

‒ a Red Hat Enterprise Linux;

‒ a Ansible by Red Hat: software de implementação e gestão incorporados numa estrutura de automatização TI open source, para instalações e configuração automatizadas a partir de um ponto central.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado