12 startups continuam no Smart Open Lisboa

SOSPlus, Imagine Apps, WETEST Urbego & R!SKLY , Magnar, KLC , TriggerSystems, Openly, TICKEY ,1%club, URBIK, Green By Web, e Connect Robotics.

A organização do Smart Open Lisboa anunciou as 12 startups que vão ter acesso ao programa em que dados sobre a cidade vão ser disponibilizados para a preparação de soluções de gestão mais eficiente e racional da capital portuguesa.

O grupo de empresas avança para a fase de experimentação, que arranca a 12 de Julho e dura até 11 de Outubro, véspera do “Demo Day”, momento no qual as diferentes equipas vão apresentar os seus projectos e conclusões.
Manuel Tânger, Head of Innovation & Corporate Acceleration da Beta-i, considera que “esta segunda edição do programa sublinha o reforço da aposta nas smart cities como um setor estratégico de inovação”.

As startups seleccionadas, são oriundas de sete países:

‒ SOSPlus (Portugal);
‒ Imagine Apps (Portugal);
‒ WETEST Urbego & R!SKLY (Dinamarca e Portugal, que se fundiram durante a semana de bootcamp);
‒ Magnar (Portugal);
‒ KLC (Portugal);
‒ TriggerSystems (Portugal);
‒ Openly (EUA e Inglaterra);
‒ TICKEY (Bélgica);
‒ 1%club (Holanda);
‒ URBIK (França);
‒ Green By Web (Portugal);
‒ Connect Robotics (Portugal).

O programa é promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, Turismo dePortugal, Portugal Telecom, Cisco, Grow Mobility (by Brisa), EPAL e Masai sendo coordenado pela Beta-i, e vai reunir informação de entidades como a EMEL, Carris, Transtejo, Ministério do Ambiente ou Porto de
Lisboa.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado