ITSector abre instalações em Berlim

A empresa que facturou perto de 4,3 milhões no estrangeiro procura explorar o mercado do centro da Europa com maior presença comercial e um pólo criativo.

Mário Martins, Alexandre Viana, João Lima Pinto, Jorge Ferreira, Lis Ferreira e Inês Domingues.

A ITSector escolheu a cidade de Berlim (Alemanha) para aí abrir um pólo estratégico a partir do qual quer abordar o mercado do sector financeiro do centro da Europa. Mas além da vertente comercial, a empresa diz querer integrar-se numa comunidade fértil em startups e criatividade.

Presente no Reino Unido, Polónia, África do Sul, Angola, Moçambique e no Quénia, a empresa facturou perto de 12,5 milhões de euros em 2016, 35% dos quais ‒ 4,375 milhões ‒ em mercados internacionais. O investimento na Alemanha enquadra-se na estratégia de expansão internacional definida para o período até 2020.

Um dos seus objectivos é duplicar o volume de negócios em exportações nos próximos três anos, impulsionando a sua facturação global para os 20 milhões de euros, confirma Renato Oliveira, presidente da ITSector. A iniciativa insere-se também no reforço da aposta no design das suas aplicações móveis e num contexto de negócio em que cerca de 80% da sua facturação é realizada no sector financeiro. A parte restante é relativa aos segmentos de saúde e desporto, entre outros.

“Berlim é reconhecida pela forte ligação do seu segmento empresarial à área da inovação e, não por acaso, é um meio onde se concentram muitas start-ups que trabalham ativamente a componente da criatividade”, explica Renato Oliveira. Interessa à empresa “diferenciar as aplicações” para o sector bancário, com interfaces mais apelativos e capazes de proporcionar melhor experiência de utilização”, detalha.

Para a operação de Berlim a empresa está ainda em processo de contratação e ressalva que a actividade vai avançar com número “reduzido” de recursos humanos.

Um comunicado refere que, no último ano, a ITSector concluiu mais de 200 projectos para clientes oriundos de mais de 20 países europeus, africanos, asiáticos e sul-americanos. Com sede no Porto e “Centros de Tecnologias Avançadas” em Lisboa, Braga e Aveiro, a ITSector emprega um total de mais de 350 trabalhadores.

Mas já no final do primeiro semestre conta passar a marca dos 400. Para a operação de Berlim a empresa está ainda em processo de contratação e ressalva que a actividade vai avançar com número “reduzido” de recursos humanos. A dimensão da equipa vai evoluir conforme o sucesso da operação.

*Actualizado com informação sobre o peso do negócio no sector financeiro (3º parágrafo) e contratação de recursos para a unidade em Berlim.

*Com comunicado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado