IBM fornece computador quântico em cloud computing

A máquina de 16 qubits está disponível na plataforma de cloud computing do fabricante para as empresas experimentarem as suas capacidades.

A IBM reforçou a sua oferta de computação quântica para empresas, depois de em 2016 ter passado a fornecer o serviço de processadores de 5 qubits, num modelo de cloud computing. Esta quarta-feira, o fabricante anunciou a disponibilidade de um computador de 16 qubits, na IBM Cloud.

O diz que a máquina já foi usada para realizar 300 mil experiências de computação quântica por utilizadores dos seus serviços de cloud. Mas além disso, a IBM revelou ter um protótipo de sistema de 17 qubits em preparação nos seus laboratórios, capaz de oferecer o dobro do desempenho da máquina disponibilizada.

O desempenho da computação quântica é difícil de avaliar e comparar. Depende muito da “qualidade” dos qubits no processador, influenciados por fenómenos quânticos de curto alcance à escala atómico e, portanto,instáveis.

A IBM está a propor uma nova medida de desempenho de computação quântica que denomina como volume quântico, o qual considera as interconexões entre qubits e a fiabilidade dos cálculos executados. O sector das TIC espera que os computadores quânticos superem amplamente os computadores convencionais em vários domínios, incluindo na aprendizagem automática, na cifra e na optimização de processos de negócio relativos a logística e análise de riscos.

A divisão de computação quântica da empresa, a IBM Q, tem como objectivo produzir um computador quântico de 50 qubits nos próximos anos.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado