Transformação dos centros de dados em debate

Muitos desafios, na actual evolução de datacenters em Portugal, são de âmbito externo e incluem temas de latência, interoperacionalidade ou portabilidade, associados a cloud computing, revelou um conjunto de responsáveis de TIC.

Mesa-redonda transformação dos centro de dados

A evolução dos centros de dados de várias empresas nacionais, em cenário de transformação digital, inspirada de forma mais ou menos incisiva, na “desmaterialização” completa de infra-estruturas próprias. Em conformidade, estão a surgir questões de latência, interoperacionalidade, portabilidade, ligadas a cloud computing, confirma um grupo de executivos de TI, reunidos em mesa-redonda organizada pelo Computerworld.

Afloram desafios como o da protecção de dados e há decisões a tomar quanto ao armazenamento, como por exemplo, sobre a utilização de tecnologia flash. Mas outros estão no ambiente externo às organizações.

Os intervenientes notam ainda um movimento de consolidação em mega-datacenters de fornecedores, com as preocupações quanto à portabilidade dos dados e latência a emergirem, por exemplo. Nem todas as soluções são ainda possíveis ou práticas em cloud computing.

Muitas são barradas por regulamentações que atrasam a transformação, assinalam os participantes da iniciativa, representantes da Caixa Económica Montepio Geral, Continente/Sonae Retail, PT, Nos, Millennium BCP, EDP, IP Telecom e Pure Storage.

Leia aqui a edição especial que o Computerworld preparou sobre a mesa-redonda (edição em PDF).




Deixe um comentário

O seu email não será publicado