Sá Couto consolidam operações num grupo

O “novo” Jp.group acolhe um negócio em TI de mais de 260 milhões de euros, num total de 350, com a Jp.di dedicada à distribuição e a Jp.ik, centrada na Educação, como principais pilares.

jorge-e-joao-paulo-sa-couto

Jorge Sá Couto e João Paulo Sá Couto, presidente e CEO do Jp.group, respectivamente

Os irmãos Jorge e João Paulo Sá Couto anunciaram esta terça-feira a consolidação e re-organização das suas operações de negócio, mantidas através da JP Sá Couto, num grupo empresarial, o Jp.group. O presidente e CEO, respectivamente, lideram um grupo cuja facturação, estimam, atingiu em 2016, os 350 milhões de euros.

A entidade empresarial passa a estar estruturada oficialmente estruturada em quatro unidades de negócio distribuição, educação, serviços IT e investimentos. Tem com principais pilares, duas operações mais ligadas às TIC, Jp.di, na distribuição e a Jp.ik, no equipamento para o sector da educação.

Ao todo quando o exercício fiscal de 2016 estiver consolidado ambas representarão um volume de negócios de 260 milhões, com o negócio da Jp.di nos 115 milhões. São valores abaixo daqueles verificados em 2015, cuja soma ascendeu a perto de 285 milhões de euros, com a distribuição a valer mais de 117 milhões de euros e o negócio na educação a representar 168 milhões.

Nas previsões de João Paulo Sá Couto as duas empresas deverão registar uma facturação individualizada em torno dos 145 milhões (Jp.di) e 140 (Jp.ik) durante 2017. A meados de 2016, o grupo criou a Jp.is para gerir o negócio de serviços de integração de TI, e actualmente ainda com volume de negócios residual.

Com a AT Informática, a Jp.si  constitui a unidade de serviços de TI, na nova organização.

A sua oferta de serviços abrange propostas na área das infra-estruturas; comunicações, cibersegurança e aplicações.  Na nova organização, constitui a unidade de serviços de TI, juntamente com a AT Informática, empresa dedicada ao outsourcing de serviços de reparação e comercialização de peças para equipamentos electrónicos e informáticos de vários fabricantes.

A unidade de investimentos alberga as apostas em startups e noutras empresas cuja actividade complementa a das organizações principais ou cria valor para o grupo: AMG Transport (transporte), Amplitude Net (canais empresariais de comunicação), Imotsu (imobiliária), Porto Canal (televisão), Select Safety (seguros), Solaris Float (energias renováveis).

Transversal a todo o grupo, que continua a englobar a JP Sá Couto como entidade original, foi constituída a JP Holding Services. Funcionará como unidade de serviços partilhados, gerindo infra-estruturas, recursos humanos, sistemas de informação, entre outras áreas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado