Apps Android que marcaram 2016

A Aptoide divulgou a lista de aplicações que mais se destacaram em 2016 no mercado Android. No topo, os jogos, com especial destaque para o fenómeno Pokémon GO.

pokemon_baselogo-100670840-hero-2upA Aptoide revelou as dez aplicações que registaram o maior número de downloads ao longo de 2016 e aquelas que se diferenciaram pelo seu “grau de inovação e de utilidade” segundo a avaliação realizada por especialistas da tecnológica.

O pódio está totalmente ocupado por jogos. Em primeiro lugar o Pókemon Go, o jogo de realidade aumentada que mudou, em 2016, o mercado dos jogos para dispositivos móveis. Os jogos de conquistas medievais Clash of Clans e Clash Royale ocupam, respectivamente, a segunda e a terceira posições, assinala a Aptoide.

Em quarto lugar surge o Snaptube, uma aplicação que permite fazer downloads de vídeos e músicas de sites como o Youtube, seguido do jogo Slither.io que desafia os jogadores a comandar uma cobra pelo ecrã.

Sete das dez aplicações mais descarregadas são jogos.

A produtividade dos dispositivos também se revelou uma categoria com alguma expressão no mercado das aplicações Android, sendo o sexto lugar deste ranking ocupado pela app King Root, a qual permite o acesso à raiz dos equipamentos e a sua respectiva gestão.

Para o futebol ficaram reservadas as sétima e a oitava posições, com a presença dos jogos Dream League Soccer16 e Fifa Mobile. A fechar a lista está o gestor de documentos ES File Explorer, em nono lugar, e o jogo Roblox, em décimo.

A Aptoide é uma App Store alternativa que permite aos utilizadores fazerem upload de aplicações, bem como criarem e partilharem lojas de Apps criadas por si. Qualquer utilizador pode criar uma App Store, à semelhança do que já hoje fazem com um canal de Youtube.

Segundo a informação disponibilizada em comunicado, a tecnológica é especialmente forte nos mercados emergentes na América Latina e Central e na Ásia. Tem sede em Lisboa, Singapura e Schenzen. Conta com mais de 100 milhões de utilizadores que já descarregaram 2,8 mil milhões de apps.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado