Microaltor propõe maior automatização nos seguros

90% do tempo dos agentes é empregue em gerir o negócio, sem incluir o necessário acompanhamento exaustivo dos clientes, diz a fintech dedicada ao segmento dos seguros.

microaltorA automatização de processos para melhorar a atenção do cliente, conhecer melhor as suas necessidades e reduzir os tempos de gestão, será essencial para aumentar a produtividade dos mediadores de seguros, de acordo com um estudo da Microaltor. A fintech especializada em soluções tecnológicas para segmento considera que a falta de tempo e pessoal para realizar o acompanhamento exaustivo de clientes é um dos problemas dos agentes.

A baixa eficiência dos procedimentos de venda é outra das principais dificuldades que enfrentam para aumentar as vendas e as tornar sustentáveis a longo prazo, diz a empresa.

Há três factores que potenciam a situação:

‒ a falta de tempo para a venda por parte dos mediadores, uma vez que só a gestão consome 90% daquele;

‒ o investimento de grande parte do orçamento em comerciais que se dedicam a fidelizar clientes ou aumentar as vendas cruzadas, o que representa um gasto superior à implementação de soluções tecnológicas automatizadas;

‒ a reduzida fidelização dos clientes:  até 60% de clientes de uma gestora tem contratos com a concorrência.

A Microaltor diz ter desenhado novos sistemas tecnológicos centrados na eficiência de equipas empresariais com o objectivo de melhorar a atenção do cliente, segmentar com maior facilidade as carteiras de clientes das seguradoras, reduzir os tempos de gestão e aumentar até 6% as vendas cruzadas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado