Gstep alcança os 3,6 milhões no primeiro semestre

A empresa espera facturar cinco milhões de euros até final do ano.

equipa-gstepA Gstep facturou 3,6 milhões de euros, alcançando o objectivo estabelecido para o ano fiscal. Assim, a empresa reviu as suas previsões de volume de negócios, para os cinco milhões de euros.

“A aposta da Gstep na internacionalização está a dar os seus frutos e o peso nos resultados está mais visível”, considera Carlos Cardoso, CEO da empresa. Em 2015, o peso do volume de negócios internacional tinha recuado para 25%, num total de 3,1 milhões de euros.

Mas o executivo esperava conseguir duplicar a facturação internacional no corrente exercício. E durante o primeiro semestre, as operações em Espanha e no Sudoeste Africano foram as mais pujantes, diz a empresa, em comunicado.

Cardoso quer manter a aposta nas várias tecnologias que explorar, um conjunto que inclui fornecedores como a Oracle, a MicroStrategy, SAS, Microsoft e Qlikview. Além disso, a empresa pretende apostar na continuação do reforço de parcerias com empresas nacionais e internacionais não especializadas em BI.

“Estas parcerias levaram-nos a novos clientes, com grande sucesso para as várias partes envolvidas”, explica o CEO. “Continuamos a acreditar que esta é uma fórmula de futuro e trará muitos mais sucessos para a GStep e os seus parceiros”, acrescenta o responsável.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado