Agap2IT prepara nova plataforma de formação

A Knowledge Box (Kbox) tem um “modelo de negócio de conteúdos” que junta empresas e especialistas.

ricardoschillerpinto-1_alto

Ricardo Schiller Pinto, líder de investigação e desenvolvimento da Agap2IT

Até ao final de 2016, a Agap2IT deverá lançar no mercado a Knowledge Box (Kbox). O integrador procura promover uma modelo de negócio com o qual pretende interligar empresas, especialistas e utilizadores, fazendo-lhes uma proposta de valor de forma particular.

As empresas podem criar, publicar, comprar e vender conteúdos, os especialistas que a Agap2IT denomina como “gurus” podem fazer o mesmo, mas terão “especial destaque” dentro da comunidade. Os restantes utilizadores serão sobretudo consumidores dos conteúdos de formação.

A plataforma foi desenvolvida em parte por formandos da Agap2IT Academy, o espaço de formação de competências e integração no mercado de trabalho de recém-licenciados da consultora. Uma das principais abordagens para enfrentar a situação de crise e desemprego “centra-se na disponibilização de formação especializada e profissionalizante”, defende Ricardo Schiller Pinto, líder de investigação e desenvolvimento da Agap2IT.

“Neste contexto, as plataformas de e-learning estão a assumir uma posição importante, dado permitirem um acesso mais flexível a conteúdos de formação”, comenta. Na Kbox, as empresas assumem o papel fundamental de intermediários de conteúdos de formação, podendo distribuí-los e comercializá-los na plataforma, avança um comunicado.

A Kbox será posicionada como agregador de “certificações validáveis e verificáveis”.

Todos os serviços assentam num modelo de contabilização de custo corrente ou “pay-as- you-go”, semelhante ao aplicado a uma comodidade. A Kbox será posicionada como agregador de “certificações validáveis e verificáveis, permitindo a construção de perfis corroborados por certificações obtidas na plataforma”, diz ainda a nota.

Neste momento, a plataforma está em fase de testes para preparação para utilização interna. “A fase seguinte consiste em disponibilizar a plataforma aos clientes da Agap2IT, esperando-se que uma primeira versão se encontre disponível no mercado até ao final do ano”, acrescenta a empresa.



  1. Olímpio Alegre Pinto 19 de Setembro de 2016, 1:04

    MUITO BEM!!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado