Nove apps para Lisboa

AidHound , Fi-Sonic, eKoneksa, Visor.ai, Optishower, Load Interactive, Medcore, Bclose,360waste no programa Smart Open.

sol-kicoff-3São as nove startups que ontem apresentaram os seus projectos para o uso de dados abertos sobre Lisboa e deram início à fase de experimentação do programa Smart Open. A ideia é criar aplicações móveis a partir da utilização de elementos fornecidos por diversas instituições e empresas, como EMEL, EDP, Carris ou EPAL ao portal de dados da cidade de Lisboa.

Algo que, por outra parte, permite que Lisboa avance no percurso das smart cities. Com o apoio da Cisco, PT, Turismo de Portugal e do programa “Sharing Cities” o espaço de intervenção das start ups pretende abranger toda a cidade de Lisboa, e superada a fase “laboratório” será a vez de procurar parceiros, clientes e investidores.

Os projectos em fase de teste compreendem desde os consumos de energia, à monitorização e vigilância de características de uma grande cidade.

As nove startups e projectos:

‒ AidHound, pretende ajudar voluntários e organizações não governamentais no seu trabalho com comunidades desfavorecidas e sem-abrigo através de dados de geo-referência;
‒ Fi-sonic, propõe uma app capaz de processar e analisar o som da cidade para dar resposta a problemas de poluição sonora e assaltos e pedidos de ajuda;
‒ eKoneksa, apresentou uma app, para optimização dos níveis de consumo e energia de edifícios;
‒ Visor.ai, com uma aplicação móvel dedicada ao combate do isolamento da terceira idade;
‒ Optishower, tem um dispositivo de software para promover a redução do consumo de água e energia;
‒ Load Interactive, estuda e desenvolve novos produtos e serviços digitais, com enfoque na usabilidade e desenho de soluções “inteligentes”;
‒ Medcore, dedicada a encontrar soluções para um envelhecimento activo;
‒ Bclose, propõe uma plataforma digital integradora de dispositivos tecnológicos de segurança, saúde, bem-estar e gestão de energia;
‒ Evox, com o serviço 360waste, para a gestão da recolha de resíduos

As equipas que integram a fase de experimentação do Smart Open Lisboa foram convidadas para assistir à Web Summit.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado