Anacom reduz 72,8% o preço de circuitos para as ilhas

Descida imposta à MEO terá de ser concretizada no prazo de 30 dias.

Porto_de_Velas,_Velas,_ilha_de_Sao_Jorge,_Acores,_Portugal_Jose Luis Avila Silveira_Pedro Noronha e CostaA Anacom impôs à MEO uma redução de 72,8% no preço dos circuitos Ethernet (com capacidade até 10 Gbps) alugados, que ligam entre o Continente às Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira (circuitos CAM) e entre várias ilhas de cada região (circuitos inter-ilhas). Esta descida imposta terá de ser concretizada no prazo de 30 dias, avança um comunicado.

No total, a descida de preços determinada pelo regulador nas suas duas decisões sobre esta matéria atingiu os 86%, no espaço de um ano, diz o mesmo. Já em Julho de 2015, no âmbito de uma medida urgente, a entidade tinha definido um redução na ordem dos 50%.

Segundo a Anacom, o seu objectivo é  melhorar as condições de concorrência no mercado, promovendo assim maior diversidade de oferta para os consumidores. Na sua análise, os preços de aluguer dos circuitos ainda eram excessivamente superiores aos custos.

“Com o crescimento das ofertas de banda larga, o aumento da velocidade da Internet e das ofertas em pacote tem-se verificado um aumento da procura de capacidade nos referidos cabos submarinos por parte dos operadores concorrentes da MEO que fornecem serviços nas regiões Autónomas”. Os custos com os circuitos CAM e inter-ilhas têm um peso elevado na estrutura de custos desses operadores.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado