Cloud pública ainda vai convencer a banca

A utilização de serviços de cloud pública tem merecido reservas por parte de vários bancos, mas o Deutsche Bank acredita que vai crescer bastante no sector, em 2017.

CloudTPUm estudo do Deutsche Bank conclui que atitude da banca está mais receptiva à utilização de cloud computing pública, e aquela deverá crescer exponencialmente nos próximos anos, no sector bancário em 2017.

Barreiras normativas, as dúvidas sobre segurança e adaptação de sistemas de TI herdados são apontados como os grandes entraves para a consolidação da cloud computing nas entidades financeiras, confirmam os especialistas do banco. No entanto, as entidades bancárias começam, cada vez mais, a apoiar o uso da cloud para flexibilizar seus ambientes de TI e SI.

Em paralelo, os fornecedores de cloud pública, como a Amazon Web Services ou Micrososft Azure, empenham-se de maneira crescente em dar resposta às necessidades e pedidos do sector. Para os especialistas do Deutsche Bank, Karl Keristead y Ross Sandler, os dados recolhidos mostram que “as entidades financeiras constituem a quarta parte da despesa mundial em TI”.

Algumas entidades declaram “intenções de adoptar o modelo IaaS em 20% ou 30% das suas dinâmicas (com incidência em volumes de trabalho de desenvolvimento e testes) num prazo de três anos”. Isso, para ambos os especialistas representa “um crescimento extraordinário”.

Enquanto entidades como a Capital One já utilizam a cloud da AWS na sua aplicação de banca móvel, há outras como o Bank of America que não vêem vantagens económicas convincentes para adoptar cloud pública, tendo em conta as declarações dadas pelo seu CIO David Reilly à Network World em Março.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado