Google revela o Instant Apps na I/O 2016

Para as empresas , a multinacional apresentou também novas interfaces de sincronização com sistemas empresariais como os de CRM.

sundar-pichai-googleio-100661913-orig

Sundar Pichai, CEO da Google

 

A Google apresentou uma série de novidades, durante a abertura da sua conferência I/O 2016, entre as quais o Instant Apps: tecnologia que evita a instalação completa de aplicações móveis. Para o sector empresarial a empresa disponibilizou interfaces para facilitar a integração de recursos da plataforma Docs com outras ferramentas.

A tecnologia permite, por exemplo, sincronizar de forma dinâmica os dados do Sheet com ficheiros de CRM, da Salesforce. Outro anúncio aguardado liga-se à uma nova versão do seu sistema operativo móvel.

Sem detalhar o nome do novo sistema, a empresa listou várias as capacidades do Android N, com várias melhorias A empresa revelou uma versão preliminar do Studio 2.2 IDE, prometendo melhorias em três frentes: velocidade, capacidade e plataforma de suporte.

A nova tecnologia apresentada para o ambiente móvel, Instant Apps, permite executar aplicações em diferentes versões do Android, sem a necessidade de as instalar. Deve chegar ao mercado em 2017.

“Queremos facilitar a ligação entre utilizadores”, sintetizou Ellie Powers, gestora da empresa ligada ao produto. A lógica de funcionamento consiste em clicar num link de Internet, para uma parte complementar do sistema ser carregada a partir da Play Store.

A Google aproveitou ainda para revelar a sua solução de realidade virtual, Daydream VR.

A executiva deu o exemplo de como a tecnologia pode ser usada para realizar compras. Procurou online uma bolsa para câmaras fotográficas e nos resultados da busca, clicou num link e carregou uma app simples do fornecedor.

O sistema já veio autenticado com o Wallet para o utilizador não precisar de digitar endereços ou referências de cartão de crédito.

A Google aproveitou ainda para revelar como reforçou a sua solução de realidade virtual com o lançamento do Daydream VR. A plataforma agrupa suporte de sistema operativo e aplicações, além de um hardware mais robusto que seu antecessor.

Now com Siri

A inteligência artificial marcou a agenda do evento com o lançamento do Assistant, um novo assistente pessoal. Não é um sistema individualizado, como o Cortana (Microsoft) e, em vez disso, está interligado com as capacidades de busca já presentes nos vários dispositivos e sistemas da Google.

Sundar Pichai, CEO da empresa, afirmou que a ferramenta foi criada para ser sociável e ajudar os utilizadores a realizarem tarefas com base no reconhecimento do perfil de cada pessoa, ligada aos serviços do fornecedor.

“Que filmes estão nos cinemas hoje”, perguntou o executivo ao sistema, que respondeu em linguagem natural, com uma lista potencialmente personalizada, disponíveis nos cinemas locais.

O Assistant é conjuga muito do Now com funcionalidades do Siri, da Apple. Oferece à Google uma maneira urgente de empresa a aproveitar o seu conhecimento profundo baseado na Internet, no segmento das apps. Recorde-se que estas estão lentamente a substituir o recurso à Internet aberta nos dispositivos móveis. Ficará disponível até ao final do ano.

Mensagens “inteligentes”

A empresa revelou ainda, dois novas aplicações móveis que representam uma resposta a ofertas como o WhatsApp e a Skype. Ambas estarão disponíveis para aparelhos iOS e Android no próximo trimestre.

O Allo é um sistema de mensagens que se diferencia pelo facto de trazer o Assistant incorporado, permitindo que o utilizador “converse” com a Google, podendo fazer basicamente qualquer tipo de pergunta.

Já o Duo está focado na video-chamada por dispositivo móvel. De acordo com o fornecedor , uma das vantagens da ferramenta é sua rapidez e a simplicidade da interface ‒ aspecto no qual a Skype, um dos pioneiros do segmento, podia melhorar. No entanto, a app não permite a realização video-conferências. Pelo menos, por enquanto.

*Com IDGNow


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado