BEACONING junta plataformas de educação lúdica

O projecto com financiamento europeu de 5,9 milhões tem o INESC Tec, como parceiro a liderar investigadores de várias universidades portuguesas.

Camadas da plataforma tecnológica do Beaconing

Educar através do entretenimento é o objectivo do projecto BEACONING, financiado com 5,9 milhões de euros pelo Horizonte 2020. A plataforma, já em desenvolvimento, integra quinze organizações de nove países europeus. O INESC Tec é o parceiro nacional para a iniciativa, com uma equipa que integra investigadores de Universidade do Porto, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Universidade Aberta.

O “Breaking educational barriers with contextualised pervasive and gameful learning” constitui um projecto europeu de educação através do jogo que pretende promover plataformas de jogo-aprendizagem, através do recurso a planos de aula personalizados com base em jogos tendo em conta envolvente, recursos educativos e contexto de uma determinada comunidade de alunos, incluindo portadores de deficiências.

À particular abordagem educativa une-se outro objectivo que é impulsionar a utilização inovadora de tecnologia como a Internet do Futuro, desenvolvimento de conteúdos educativos-lúdicos, interfaces pessoa-computador, tecnologias móveis e análise da aprendizagem e modelos de aprendizagem com base em problemas.

Assim a ideia é que os conteúdos desenvolvidos por docentes estejam disponíveis de maneira integrada em qualquer sítio, momento ou estudante. Por isso, e para garantir um plano de viabilidade e de negócio, o BEACONING vai ser testado em Grécia, Turquia, França, Israel e Romenia através da implantação de sistemas de grande escala que envolvem centenas de estudantes e profissionais.

“A abordagem holística do BEACONING tem como objectivo assegurar a modularidade, adaptabilidade, escalabilidade e sustentabilidade” explica António Coelho, investigador do INESC TEC.

Em Portugal e no resto dos países europeus também está prevista a implementação de pilotos, mas de menor escala, em escolas ainda por designar. “A abordagem holística do BEACONING tem como objectivo assegurar a modularidade, adaptabilidade, escalabilidade e sustentabilidade” explica  António Coelho, investigador do INESC TEC.

Coordenado pela Coventry University do Reino Unido, junto ao INESC TEC encontram-se Herriot-Watt University e hands Free Computing; Playsof, Succubus e ORT, BIBA Institute, Imaginary, Ifinity, Siveco e ATS, Universidad Complutense e Geomotion e Sebit.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado