PHC com volume de negócios de 9 milhões (actualizado)

Atingiu um crescimento de 12% em 2015 e registou mil novos clientes.

Ricardo_Parreira_director-geral da PHC_alto

Ricardo Parreira, director-geral da PHC

A PHC conseguiu o seu melhor resultado de vendas de sempre durante o ano de 2015, ao crescer 12% face a 2014, para nove milhões de euros, em facturação. Contando com 174 trabalhadores registou um aumento de 7% na sua estrutura de recursos humanos, distribuída por Portugal, Espanha, Angola e Moçambique, tendo  uma média de idades na casa dos 36 anos.

Apesar do incremento de volume de negócio, o peso daquele referente aos mercados internacionais caiu de 8%, para 5%. O efeito conjugado da queda das vendas em Angola e o aumento da facturação em Portugal, é a causa referida pela empresa, para o decréscimo.

A PHC revela ainda ter aumentado a sua rede de parceiros e conta com 401 distribuidores pelos vários países onde actua. Durante 2015, o fabricante de software registou mil novos clientes e investiu perto de  1,623 milhões de euros, concentrando 43% dos seus colaboradores em operações de investigação e desenvolvimento.

A empresa diz que continua a querer apostar na América Latina, tendo escolhido o Peru como porta de entrada. “Para já, a PHC pretende crescer e consolidar a sua rede de parceiros nessa geografia, de modo a expandir, a médio prazo, a sua operação para outros mercados na América Latina, tendo o Chile e a Colômbia como opções prioritárias “, acrescenta um comunicado.

*Actualizado com o segundo o parágrafo.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado