ICANN entrega plano para transição de gestão aos EUA

A organização terminou o documento esta semana em Marraquexe , Marrocos.

map of internet - Curiouslee from Flickr

A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers apresentou quinta-feira um plano para acabar com a supervisão dos EUA, sobre as principais funções técnicas da Internet. O documento propõe um modelo de governação multilateral e global.

As novas propostas são complexas e têm como objectivo criar um órgão de supervisão denominado “empowered community” para impor poderes comunitários. Incluem regras mais rigorosas para a realização alterações em certos estatutos da organização.

O Governmental Advisory Committee, composto por representantes dos governos, continuarão a ter um papel consultivo. Mas deverá ter uma melhor posição se funcionar em consenso, defende o documento divulgado pela ICANN.

As funções da Internet Assigned Numbers Authority (IANA), incluindo a coordenação da raiz do Domain Name System (DNS), o endereçamento IP e outros recursos de protocolo da Internet, são geridos pela ICANN, sob contrato mantido com o departamento de comércio dos EUA. Mas tem havido a exigências para que este orgão cedo o seu controlo residual, conforme a Internet se expandiu para fora dos EUA.

Ao mesmo tempo, muitos governos referem a necessidade de terem uma palavra a dizer na gestão da Internet. É  uma questão controversa, dado que como muitos analistas apontam, dar um papel mais relevante aos governos levanta preocupações sobre sua intromissão e até censura, na rede.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado