Hugo Diogo dirige Blue Growth, na Compta

O ex-director da Glintt Inov vai gerir a nova unidade de negócio da Compta, a qual deverá criar dez novos postos de trabalho.

Hugo Metelo Diogo_Compta

Hugo Metelo Diogo, director da unidade Blue Growth, na Compta

Hugo Diogo Metelo é o gestor nomeado pela Compta para dirigir a sua nova unidade de negócio, Blue Growth, focada na economia do mar. A empresa não especifica a dimensão da estrutura de recursos humanos da nova aposta, mas estima que ela pode criar dez novos postos de trabalho no primeiro ano de actividade, directa ou indirectamente.

A criação de emprego deverá abranger “os domínios técnicos e científicos multidisciplinares, cobrindo electrónica, bio-informática, ‘data science’ e biotecnologia marítima”, concretiza fonte da empresa. E envolverá uma “estreita relação com universidades e centros de excelência” para investigação e desenvolvimento.

Em Portugal, a empresa está a desenvolver esforços para criar “centros de excelência em diferentes universidades”. Mas não está preparada para avançar mais detalhes.

Entretanto a unidade de negócio estará integrada numa “rede de cooperação territorial trans-europeia”, avança a mesma fonte. A estrutura inclui parceiros como a Universidade de Aegean (Grécia), a Universidade Livre de Bruxelas (Bélgica), o BMT Group (Reino Unido) e o Fraunhofer (Alemanha).

A operação está integrada numa aposta conjunta de médio-longo prazo da Compta, em áreas como as da agricultura, ambiente, energia e logística multi-modal.

Hugo Metelo Diogo foi consultor de diversos projectos de expressão internacional liderados pela Comissão Europeia (DG-MOVE e DG-MARE), Agência Europeia de Segurança Marítima (EMSA) e Agência Europeia das Pescas (CFCA), assinala a Compta.

No grupo Glintt, liderou “a primeira e única empresa portuguesa [Glintt Inov] a ser reconhecida com o estatuto de idoneidade cientifica nos domínios técnicos e científicos da electrónica e ciências de informação aplicadas à economia do mar”. No desempenho do cargo de director, diz a fonte, atraiu investimento para Portugal, no contexto de projectos no sector da logística portuária (PORTOPIA) e transporte marítimo (SAFEPEC).

Participou também nos grupos de trabalho do Fórum Empresarial da Economia do Mar e do Cluster para o Conhecimento e Economia do Mar. As expectativas de negócio da Blue Growth são colocadas ainda num plano difuso.

A operação está integrada numa aposta conjunta de médio-longo prazo da Compta, em áreas como as da agricultura, ambiente, energia e logística multi-modal. A empresa tem a expectativa de que as iniciativas contribuam para um crescimento de 10% do seu negócio.

Em  2014, a organização facturou mais de 32,5 milhões de euros, tendo crescido 13%.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado