Dell e EMC anunciam acordo de fusão

A Dell vai comprar a EMC por 67 mil milhões de dólares, valor que inclui acções da VMware.

Michael Dell _presidente da Dell(DR)

Michael Dell, presidente da Dell

A Dell concordou em adquirir a EMC num negócio em dinheiro e acções que coloca o valor da segunda empresa em 67 mil milhões de dólares, anunciaram as empresas esta segunda-feira. Michael Dell vai ser o presidente e CEO da organização resultante da fusão.

O acordo vai combinar o maior fornecedor de equipamento e armazenamento empresarial de dados (EMC) com um dos maiores fabricantes de servidores. Forma-se uma empresa com  capacidade de corresponder a uma ampla gama de necessidades empresariais, com desafios.

O negócio traz a expectativa de elevar a oferta da Dell para patamares superiores do mercado e de resolver questões organizacionais da EMC. A primeira passou anos a tentar dar o salto do mercado dos PC e das PME, para a disponibilização de um portefólio de equipamentos destinados a grandes empresas.

A EMC tem uma estrutura especialmente complicada. Fez a sua expansão gradualmente, além do seu negócio de armazenamento de dados, partindo da aquisição de VMware em 2004, e depois dando-lhe um estatuto de autonomia, segundo o qual mantinha perto de 83% das suas acções.

Mais tarde, acrescentou tecnologia e competências em segurança, através da compra da RSA. E, com a aquisição da Pivotal, incorporou recursos para desenvolvimento ágil e plataformas de cloud.

Cada unidade faz parte da EMC Federation, um conjunto solto de empresas com muita liberdade de acção.

Na fusão, a transacção de acções da VMware vai estar indexada ao desempenho do negócio desta empresa.

*Actualizada com informação da última frase.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado