Quatro entidades lançam convocatória para o Startup4cities

Iniciativa de escala ibérica destinada a empreendedores e startups com propostas para smart cities decorre até 19 de Outubro.

Startup4cities_2015

Abriu o período de candidaturas para a iniciativa Startup4cities, dinamizada pelas organizações portuguesas INTELI e RENER Living Lab – Rede Portuguesa de Cidades Inteligentes (RENER), e as espanholas Fundetec e a Rede Espanhola de Cidades Inteligentes (RECI). O projecto tem por objectivo “impulsionar o empreendedorismo de base tecnológica orientado para dar resposta aos novos desafios das cidades inteligentes”, esclarece um comunicado.

A iniciativa dirige-se a empreendedores e startups com projectos concebidos em Portugal ou Espanha, em fase inicial de desenvolvimento, e necessitem validar o produto ou serviço e o seu modelo de negócio em ambiente urbano. Para participar, deverão apresentar os seus projectos antes da meia-noite do dia 19 de Outubro através  de um formulário online.

Um júri seleccionará os dez melhores projectos de cada um dos países. O conjunto dos 20 empreendedores será convocado para o evento final, onde terão a oportunidade de apresentar e defender as suas propostas. A  audiência será composta por representantes municipais de mais de uma centena de cidades das redes portuguesa e espanhola de cidades inteligentes.

Também está prevista a presença de representantes de entidades de aceleração de negócios, incubadoras, investidores, escolas de negócio e todo o tipo de entidades vinculadas ao universo do empreendedorismo. O evento final Startup4cities 2015 decorrerá no dia 17 de Novembro, em Barcelona, no Smart City Expo World Congress.

As organizações esperam que assim se crie “uma grande rede ibérica de laboratórios urbanos onde as experiências serão partilhadas entre todas as cidades”.

Nessa altura, os municípios seleccionarão os projectos que considerem do seu interesse e oferecerão a sua cidade como laboratório para testar o produto/serviço. As organizações esperam que assim se crie “uma grande rede ibérica de laboratórios urbanos onde as experiências serão partilhadas entre todas as cidades”.

Almeida Henriques, presidente da RENER, afirma que a cooperação entre as redes de cidades inteligentes dos dois países é  “um marco” para o desenvolvimento urbano à escala ibérica. “A aliança aos empreendedores contribuirá para transformar as cidades em territórios mais amigos do cidadão, mais criativos, mais sustentáveis, mais competitivos e, claro, mais inteligentes”, considera.

O Startup4cities 2015 conta com o apoio do sector público, através dos Correos, ICEX, Ministerio de Industria, Energía y Turismo y Red.es, e do sector privado, com a colaboração do El Corte Inglés, Endesa, Esri, Ferrovial, Fira Barcelona, Garrigues, HP, Indra e Telefónica, refere o comunicado.

Em 2014, a RECI e a Fundetec organizaram a primeira convocatória do Startup4cities, recebendo 98 propostas.


Artigo seguinte


Deixe um comentário

O seu email não será publicado