RENER tem três novos membros

Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro e Lagoa foram aprovadas para entrar na rede de cidades inteligentes de Portugal.

Reunião do comité estratégico da Rener_10 de Setembro_2015

O comité estratégico da Rede Portuguesa de Cidades Inteligentes (RENER) aprovou por unanimidade a adesão de Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro e Lagoa à sua estrutura, na última quinta feira. Segundo fonte da Inteli, gestora da rede, eram as únicas três candidaturas em apreciação.

Apesar de corresponderem a zonas de baixa “densidade” populacional, têm projectos, políticas e desenvolveram esforços merecedores da confiança do organismo de decisão, acrescenta. Exemplo disso são as iniciativas de turismo inteligente (“smart tourism”), desenvolvidas no nordeste transmontano, na dimensão da comunicação e divulgação baseadas numa aplicação móvel.

A RENER juntou nas instalações do CEIIA, em Matosinhos, representantes dos 43 municípios membros ‒ agora passará a ter 46 ‒ para análise dos projectos a desenvolver à escala da rede nas áreas da governação, ambiente, energia e edificado, mobilidade, sociedade e qualidade de vida e economia e inovação. A matéria deriva do trabalho conjunto dos técnicos das autarquias nos grupos temáticos da rede.

Uma das iniciativas que se destacou, diz um comunicado, foi a Startup4Cities. É um projecto ibérico focado no empreendedorismo urbano que alia a rede portuguesa à Rede Espanhola de Cidades Inteligentes.

A iniciativa envolve a apresentação de projectos candidatos ao reconhecimento e suporte por parte de uma comunidade que deverá atingir 100 municípios. O prazo de candidaturas começa a 14 de Setembro.

A RENER quer monitorizar a redução de poluição para aferir o sucesso de projectos na redução da mesma.

A rede de cidades inteligentes anuncia ainda que vai estabelecer metas quantificadas, entre os seus membros, de redução de emissões de materiais nocivos e outros indicadores urbanos críticos. A monitorização será feita ao longo do tempo como forma de aferir do sucesso das estratégias e dos projectos de combate às alterações climáticas da rede.

A informação será apresentada num painel de controlo com registos em tempo real. Não foram divulgadas datas para a materialização deste projecto.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado