Lidl com SAP Hana na agenda

Para a operação em Portugal, a data de implantação ainda está “por definir”, depois da implantação nos sistemas na subsidiária da Áustria.

Lidl__Barton_Upon_Humber_-_geograph.org.uk_-_1171214_wikimedia

Parte da cadeia de supermercados Lidl está a utilizar tecnologias de ERP, e de repositório e tratamento de dados, Business Warehouse e Customer Activity Repository, da SAP, suportadas pela plataforma Hana, revela o fabricante alemão de aplicações.

O suporte com a plataforma de processamento “in memory” foi instalado na subsidiária austríaca do retalhista, e outras deverão também adoptá-lo.

Segundo fonte da SAP, a data de implantação ou adopção na operação portuguesa ainda está “por definir”, embora se preveja “impacto” do projecto na subsidiária. Ao longo de mais de 40 anos, a cadeia de supermercados com sede na Alemanha tem expandido globalmente o seu negócio. Está presente em mais de 26 países e conta com cerca de 10 mil lojas e 130 centros de distribuição.

Para manter o ritmo de crescimento e permanecer rentável, a cadeia definiu como necessidade a instalação um novo sistema centralizado de TI. Procurava harmonizar a sua arquitectura tecnológica e obter a base para a criação de novos modelos de negócio.

A subsidiária na Áustria utiliza o Customer Activity Repository para ganhar uma visão em tempo real sobre o desempenho actual das operações de loja, diz um comunicado.

Segundo a SAP, está apta a disponibilizar aos departamentos de negócio, informação sobre todas as interacções com os clientes, bem como informação actualizada sobre os níveis de inventário. “Efectuar relatórios e agir sobre os dados diários resultantes da operação de loja demorava geralmente 24 horas”, testemunha Alexander Sonnenmoser, membro da divisão de tecnologia de negócios do Lidl. “Com o SAP Customer Activity Repository somos capazes de analisar os dados do ponto de venda em tempo real várias vezes ao dia”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado