Portugal Ventures investe na BeyonDevices e Follow Inspiration

Os projectos vão beneficiar de financiamento até 1,5 milhões de euros, mediante o cumprimento de objectivos do plano de negócios.

Dinheiro_KasperskyA Portugal Ventures escolheu a BeyonDevices e a Follow Inspiration para financiar, no quadro do programa +Inovação +Indústria, destinado a desenvolver o investimento de capital de risco nos sectores tradicionais da economia nacional.

Os projectos vão beneficiar de um investimento até 1,5 milhões de euros, disponibilizado em várias tranches, mediante o cumprimento de objectivos do plano de negócios.

Entretanto, decorre desde 15 de Junho a quarta edição da referida iniciativa, para a qual é possível apresentar candidaturas até 16 de Julho.

A Follow Inspiration é uma “spin-off” da Universidade da Beira Interior criada em 2012. A área de negócio da empresa foca-se no desenvolvimento de sistemas inteligentes que podem ser usados em diferentes campos: desenvolveu uma tecnologia de seguimento do utilizador completamente autónoma – o wiiGO – com aplicabilidade no sector do retalho e da indústria, por exemplo.

A adaptação desta tecnologia ao ambiente industrial visa a criação de um produto diferenciador e competitivo, capaz de competir com as actuais soluções de transporte de objectos e mercadorias em linhas de montagem, habitualmente conhecidos por veículos guiados automaticamente, ou “Automated Guided Vehicles” (AGV).

“Este investimento permitirá o início da fase de industrialização do produto, aplicado aos segmentos do retalho e industrial, e impulsionará o processo de internacionalização da empresa. Aí, a presença da Portugal Ventures assume-se como fundamental, pela sua experiência e conhecimento”, considera o CEO Luís de Matos.

“Na saúde digital estamos alinhados com a Portugal Ventures em trazer um controlo dos pacientes através de uma plataforma com base no nosso conceito de embalagens inteligentes“, diz João Redol (BeyonDevices)

A BeyonDevices, “spin-off” da Neutroplast, foi fundada para explorar nichos de mercado no segmento dos dispositivos médicos para a indústria farmacêutica, aproveitando o conhecimento da empresa-mãe.

João Redol, fundador e CEO da BeyonDevices, afirma que o investimento previsto valida a estratégia de crescimento da empresa “proporcionando os recursos necessários para uma aceleração significativa das nossas actividades para a introdução de um aplicador vaginal altamente inovador no mercado global, bem como a implementação desta gama de produtos no segmento de mercado da saúde das mulheres”.

O plano de negócios estima a venda de  mais de um milhão de unidades no próximo ano, com rentabilidade prevista para o curto prazo.

“Na saúde digital estamos alinhados com a Portugal Ventures em trazer um controlo dos pacientes através de uma plataforma com base no nosso conceito de embalagens inteligentes“, diz o responsável.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado