Google aperta restrições nas extensões do Chrome

A maioria das extensões para Windows e Mac terão de ser instaladas a partir da Web Store.

Chrome Web StoreA Google exigirá que a maioria das extensões para o seu browser seja instalada a partir da sua loja online, Web Store. Uma medida para evitar a instalação inadvertida de software malicioso daquele tipo.

A empresa mudou a sua política em torno de extensões para evitar abusos. No ano passado,  determinou que todas as extensões do Chrome para Windows fossem hospedadas na sua loja, lembrou Jake Leichtling, gestor de produto para as extensões.

A mudança provocou uma queda de 75% nos pedidos de ajuda para desinstalar extensões indesejadas. Não era aplicável ao canal de programadores do Windows, mas os hackers estão a usá-lo para  instalar extensões, alerta.

A partir de quarta-feira, todas as extensões para o Windows terão de ser colocadas, e o mesmo aplicar-se-á ao OS X em Julho. Para fins de desenvolvimento, a Google ainda vai permitir que extensões sejam instaladas localmente.

As instalações forçadas também serão permitidas usando uma política de grupo para as empresas, avança Leichtling.

Procurando não perturbar as experiências dos utilizadores, a Google também permite as chamadas instalações “inline”, nas quais o utilizador parece instalar uma extensão directamente de um site mas, na verdade, ela está na Web Store.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado