Número de subscritores do Sage One quase duplicou

O volume de negócios da Sage cresceu 6%, no primeiro semestre fiscal da empresa, para mais de 890 milhões de euros.

Stephen Kelly_CEO da Sage (DR)

Stephen Kelly, CEO da Sage

A Sage anunciou os seus primeiros resultados semestrais do ano fiscal de 2015, registando um crescimento homólogo de 6% nas receitas orgânicas, para 642 milhões de libras, mais de 890,3 milhões de euros.

No negócio da empresa baseado em cloud computing, o Sage One – a solução principal e global naquele tipo de plataforma – teve um incremento de quase 100% no número de subscritores.

Eram 59 mil no primeiro semestre de 2014 e hoje são 115 mil as organizações clientes da solução para pequenos negócios e startups.

O modelo de subscrição no fabricante representa hoje mais de 550 mil contratos e um valor anual de 260 milhões de libras, mais de 360,5 milhões de euros, diz um comunicado da empresa.

Enquanto a receita orgânica recorrente aumentou 8% para 463 milhões de libras ( 642,1 milhões de euros), em linha com as expectativas do grupo, houve um crescimento de 29% nas receitas de subscrição de software. A receita orgânica recorrente representa agora 73% da receita orgânica do grupo (mais 1% que no mesmo período do ano passado).

“Estamos a fazer alterações para facilitar e apoiar os nossos planos de crescimento a longo prazo. Estas alterações estão a ser cuidadosamente introduzidas para garantir o mínimo risco para o negócio e incluem alterações organizacionais e de produto, que irão ajudar a impulsionar o crescimento sustentável e rentável nos próximos anos”, revela o CEO do fabricante, Stephen Kelly.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado