Assembleia-geral da Portugal Ventures suspensa

Falta de visto da CReSAP leva a remarcação da AG. Entretanto, empresa de capital de risco revelou novos financiamentos.

Epifânio da Franca, CEO da Portugal Ventures

Epifânio da Franca, CEO da Portugal Ventures

A eleição para a nova administração da empresa de capital de risco Portugal Ventures (PV) foi adiada e deverá ser realizada até 27 de Maio próximo.

A PV é liderada actualmente por Epifânio da Franca mas o IAPMEI e a Direcção-Geral do Tesouro e Finanças pediram a suspensão da assembleia-geral (AG), “já que a nomeação exige o visto prévio” da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CReSAP), revela o Jornal de Negócios.

A CReSAP tem de analisar o currículo do gestor público nomeado pelo accionista Estado (dado que IAPMEI e DGTF têm quase 53% do capital da PV) mas um representante de um accionista privado, que pediu anonimato, disse ao jornal que “não tem muito sentido que seja marcada uma AG para a eleição dos órgãos sociais e ela seja adiada porque o accionista Estado – nem é uma questão de nomes – não tratou do processo antecipadamente. Se tinha de ter o visto da CReSAP, então tinham-no obtido antes e hoje propunham uma lista que estivesse visada”.

Em entrevista também publicada esta segunda-feira no Negócios, o ex-secretário de Estado do Empreendedorismo e Inovação, Carlos Oliveira, alertava para o perigo de perda de independência da PV. “Há um antes e um depois da PV no empreendedorismo português”, disse, considerando que “muito investimento era feito por decisão política” e que as várias entidades que deram origem à PV “orientavam-se pouco pelos critérios internacionais do capital de risco”. Segundo Carlos Oliveira, os investimentos da PV passaram a ser realizados segunco “as boas práticas internacionais, por equipas técnicas, sem qualquer influência política, como acontecia, por exemplo, na InovCapital”. Além desta, a PV juntou ainda a AICEP Capital e a Turismo Capital.

A situação da saída de Epifânio da Franca transpareceu no recente evento do Ativar Portugal, quando Carlos Oliveira pediu aos outros membros do painel (do AICEP mas também de startups) um apoio ao gestor da PV, salientando o seu bom trabalho.

PV anuncia três novos investimentos
Entretanto, também esta segunda-feira, a PV anunciou as novas startups seleccionadas para investimento, após candidatura à Call For Entrepreneurship, cuja 11ª edição se encontra aberta, com os projectos a poderem ser apresentados até 28 de Maio próximo.

As três startups são a Indie Campers (do sector turístico, foca-se no aluguer de pequenas e económicas autocaravanas), a Immunethep (empresa de biotecnologia e spin-off da Universidade do Porto, focada no desenvolvimento de tratamentos para patologias do sistema imune) e a Story Trail, uma aplicação móvel que apresenta rotas para os visitantes das cidades, podendo estes aparecerem no ecrã do smartphone a contar histórias sobre os locais que estão a visitar”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado