Aumentam queixas de extorsão nas redes sociais

Polícia Judiciária emite alerta para os crimes de extorsão cometidos pela Internet.

CSI_Cyber - CBS

A Polícia Judiciária (PJ) alertou esta sexta-feira para a existência “de um número muito elevado de queixas”, que “parecem indiciar estar em curso uma massiva forma de extorsão cometida pela Internet, junto de utilizadores das redes sociais”.

A PJ emitiu um alerta para “os cuidados acrescidos” nas “conversações através de sistemas informáticos com a utilização de imagem”. Segundo o comunicado, “pessoas aparentemente sedeadas no estrangeiro, sob a capa de uma jovem atraente, estabelecem amizade virtual com indivíduos nas suas contas sociais, como o Facebook”.

Depois, e “após terem recolhido os elementos que identificam a vítima na rede social e os seus ‘amigos’, a suposta jovem consegue que entrem em contacto directo através de um canal de conversação com vídeo, como o Skype, conduzindo o diálogo de maneira a conseguir imagens que causam grande constrangimento social”.

Quando têm essas imagens gravadas, “imediatamente informam desse facto, dando-as a ver, assim como da circunstância de serem conhecedores da sua identidade social e do seu círculo de amigos, exigindo, então, a transferência de valores elevados para beneficiários residentes fora de Portugal, sob a ameaça de, não o fazendo, divulgarem publicamente essas imagens”.

No entanto, mesmo após os pagamentos, as imagens são divulgadas nas redes sociais, “sob o pretexto de que a pessoa ali visível é um pedófilo que, daquela forma, assediou crianças”.

Curiosamente, a situação é em quase tudo semelhante ao primeiro episódio de CSI: Cyber (na imagem), emitido na passada quarta-feira em simultâneo num canal de televisão nacional e em vários internacionais.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado