ARM e IBM mostram equipamento de iniciação em IoT

O conjunto de ferramentas servirá para construir dispositivos, em minutos, prometem os fabricantes que procuram impulsionar uma tendência.

mbed_ARM_IBM

A ARM e IBM querem apostar na vontade de amadores fazerem os seus próprios dispositivos de Internet das coisas ou Internet of Things. Para dar um impulso, vão disponibilizar ainda este ano, um conjunto de iniciação, o ARM mbed IoT Starter Kit — Ethernet Edition, composto por várias ferramentas de desenvolvimento.

De acordo com os fabricantes, o “kit” permitirá aos utilizadores fazerem equipamentos já preparados para usufruirem de cloud computing e capazes de receberem ou transmitirem alertas ou dados para análise. Inclui o OS mbed da ARM e suporte a ligações à cloud BlueMix da IBM, o que deverá ser uma ajuda importante no desenvolvimento de aplicações e serviços.

As ferramentas são dirigidas àqueles com pouca ou nenhuma experiência em desenvolvimento para a Internet ou de sistemas incorporados. Desenhos de protótipos são também fornecidos para guiar os entusiastas através do processo de montagem, fabrico e liegação ao serviço de cloud.

A ARM e IBM esperam lucrar com a adopção em massa de dispositivos de IoT, envolvendo uma “malhas” de dispositivos interligados ​​em casas inteligentes, implantações de projectos de cidades inteligentes e em empresas.

O mercado está hoje fragmentado, com uma grande variedade de hardware, sistemas operativos e normas de comunicação a serem usadas. Através das ferramentas de desenvolvimento, a ARM e a IBM quer dar um maior grau de consistência na oferta de hardware e software para dispositivos IoT. Além de tornar mais fácil a interacção dos dispositivos entre si, o “kit” deverá fazer com que seja mais fácil emitir ou obter dados de um maior número de serviços em cloud computing.

O equipamento só tem conectividade Ethernet, mas poder ter  suporte a comunicações celulares ou por Wi-Fi, mais tarde, segundo a ARM.

O grupo ferramentas inclui uma placa com um microcontrolador Freescale K64F Kinetis, cujo núcleo de processamento ARM Cortex-M4, funciona a 120MHz. Uma conexão Ethernet liga a placa aos referidos serviços de cloud computing, os quais agem como guias para a utilização da placa. Outros componentes do equipamento incluem um LCD de 128 x 32mm, 256KB de RAM, 1 MB de armazenamento flash, um alti-falante, um joystick, um sensor de temperatura, um acelerómetro, potenciómetros e um Pulse-width Modulation (PWM), linha de controlo para receber digitais sinais.

O “kit” usufrui de conectividade Ethernet, mas há a possibilidade de receber suporte a comunicações celulares ou por Wi-Fi, disse a ARM, em comunicado. O fabricante não forneceu detalhes sobre o preço do equipamento.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado