Zaask testa internacionalização em Espanha

Proximidade geográfica, facilidade linguística e dimensão do mercado são os três factores principais para a escolha do espaço espanhol, explica o CEO da startup, Luís Pedro Martins.

Luis Pedro Martins_CEO da Zaask

Luis Pedro Martins, CEO da Zaask

A Zaask anunciou o início do seu processo de internacionalização dirigido para o mercado europeu, tendo seleccionado Espanha como o primeiro espaço económico estrangeiro de enfoque. A startup gere uma plataforma online focada em comercializar formas de melhorar processos de contratação de serviços locais, fornecidos por empresas ou profissionais independentes.

Segundo um comunicado, a expansão decorre depois de uma fase de consolidação das operações na economia nacional. A empresa avança com o objectivo de tornar-se uma organização com máxima visibilidade à escala europeia, na área da contratação de serviços.

Luís Pedro Martins, fundador e CEO da empresa, explica que “a escolha de Espanha como primeiro passo para a internacionalização da Zaask deve-se, essencialmente, a três factores: proximidade geográfica, facilidade linguística e dimensão do mercado”.

Na visão do executivo, o último “tem particular importância” por considerar que era fundamental testar a internacionalização num mercado “com uma dimensão já considerável”. A Zaask tenciona manter a mesma filosofia e modelo de negócio, não oferecendo qualquer custo ao cliente pela utilização da plataforma.

A startup diz ter mais de 4.000 pedidos mensais em Portugal e espera atingir um número superior no mercado espanhol já no ano de 2015. Tem ainda como objectivo “alcançar um crescimento sólido no primeiro semestre deste ano para que a definição do próximo passo internacional possa ser feita brevemente”, acrescenta o comunicado.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado