Facebook deixa de usar tecnologia do Bing

A empresa gestora da rede social poderá estar a planear o desenvolvimento de um motor de busca com recursos internos.

Facebook Graph Search Posts-Zach Miners

O Facebook deixou de usar o Bing para suportar buscas de informação através da sua rede social. Parece ser o fim de uma parceria com quase dois anos, mantida nessa área com a Microsoft e a rede social pode estar a desenvolver um motor de busca próprio.

Permanece por esclarecer quem rompeu o acordo.Em Janeiro de 2013, o Facebook lançou a Graph Search, uma barra de busca localizada no topo de cada página da rede social. Antes da última mudança quando se digitava um termo mundano, como “baseball”, a tecnologia de suporte à rede sugeria uma lista de termos relacionados.

Se o utilizador insistisse no termo, a operação era redireccionada para o Bing. Agora já não: a rede insiste em usar os seus termos sugeridos. Tentar chegar a um termo que não está indexado, de alguma forma ou de outra (“solenóide”, por exemplo) é muito difícil.

O Facebook nunca mostrou anúncios do Bing nas suas páginas e não é claro quanto o tráfego a Microsoft obteve como resultado da parceria. A quota de mercado do Bing está um pouco abaixo dos 20% e o negócio associado não é rentável.

 A Yahoo também não está contente com o desempenho do Bing

Se a Microsoft estivesse de pagar ao Facebook para ter na rede o negócio de busca, terminar a relação seria uma maneira fácil de poupar dinheiro. A Reuters, no entanto, avança a possibilidade de o CEO da rede social, Mark Zuckerberg, tencionar desenvolver o seu próprio motor de busca, acumulando conhecimentos/opiniões partilhadas entre utilizadores do Facebook, prescindindo de objectividade.

Se for esse o caso, pode ter sido a rede social a renunciar ao acordo. A Yahoo também não está contente com o desempenho do Bing e isso é mais um indicador de que  o motor de busca não está a corresponder às necessidades.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado