BEI empresta 35 milhões para IDI à Corticeira Amorim (actualizada)

Programa para investigação, desenvolvimento e inovação assinado hoje para período 2014-17. BEI empresta ainda ao BCP e CGD para projectos de PMEs.

Amorim

Um contrato de financiamento de 35 milhões de euros foi assinado esta sexta-feira entre o Banco Europeu de Investimento (BEI) e a Corticeira Amorim.

O empréstimo, a 10 anos, visa apoiar o “programa de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) desta empresa, líder mundial no seu sector”, dizem as instituições em comunicado.

Os fundos do BEI vão financiar a IDI também no “desenvolvimento de produto, incluindo eficiência energética, proteção ambiental e segurança”, nas “principais unidades de negócio da Corticeira Amorim, nomeadamente: rolhas, revestimentos, aglomerados compósitos, isolamentos e matérias-primas.

As actividades de IDI decorrem de 2014 a 2017 nos centros tecnológicos e unidades de produção da empresa em Portugal, em cooperação com universidades e centros de investigação.

[actualização: o BEI anunciou também esta sexta-feira ter firmado dois empréstimos para suporte financeiro a projectos de investimento de PMEs em Portugal, ao Millennium bcp e à Caixa Geral de Depósitos (CGD), cada um no valor de 300 milhões de euros. No caso da CGD, esta instituição irá acrescentar outro tanto para disponibilizar um total de 600 milhões de euros às PMEs.]




Deixe um comentário

O seu email não será publicado