Cisão da HP gerida por mais de 400 executivos

A CEO da empresa, Meg Whitman reconheceu o enorme de desafio mas diz que não vai olhar para trás quando a multinacional voltou a registar resultados insatisfatórios.

Meg Whitman, CEO da HP

Meg Whitman, CEO da HP

Fazer a cisão da HP é “a medida totalmente certa a tomar para esta empresa”, considerou a CEO da multinacional, Meg Whitman, na última terça-feira. A organização revelou declínios nos seus valores de receita e lucro, para o último trimestre.

“Faremos mais progressos como empresas separadas do que como juntas”, insistiu Whitman numa teleconferência com analistas financeiros. Mas é uma tarefa monumental ‒ “a maior separação já feita” ‒ reconheceu Whitman.

E não será uma separação típica, onde uma empresa se liberta de uma pequena parte dos seus negócios. Cada uma das novas HP será um gigante, com cerca de 57 mil milhões em receitas.

A HP anunciou no mês passado que vai dividir-se em duas operações, por volta de Outubro do próximo ano. Cerca de 400 a 500 executivos vão gerir a divisão, revelou Whitman, enquanto os outros 275 mil empregados vão continuar com os negócios da empresa.

“Temos prazos em cada mês para certas decisões e para operações que têm de ser mudadas”, avançou. A multinacional tem 786 entidades jurídicas em todo o mundo, e cada uma tem de ser “racionalizada” e estudada sobre as implicações legais e fiscais da rotura.

Whitman tem enfrentado importantes dificuldades para dar a volta à evolução da HP, depois de vários erros de gestão liderados pelos seus antecessores. No passado opunha-se a uma eventual separação:”nós somos melhores e mais fortes juntos”, dizia.

A gestora ainda não revelou porque mudou de ideias, mas os resultados da empresa melhoraram pouco desde então. Na última terça-feira, a empresa revelou ter registado uma queda de 2% nas receitas do terceiro trimestre do corrente ano, para 28,400 milhões dólares: é a sua 12ª queda trimestral em 13 trimestres.

Os lucros também regrediram, 6%, embora a multinacional tenha eliminado 45 mil empregos para reduzir seus custos.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado