Lusitania equipa área comercial com app

A seguradora procura maximizar a capacidade de resposta da rede comercial na gestão de pedidos para análise, com aplicação móvel desenvolvida pela Gstep com tecnologia MicroStrategy.

Alexandre Ramos, Alexandre Ramos, Director de TI na Lusitania Seguros

Alexandre Ramos (à esquerda), director de TI na Lusitania Seguros

A Gstep revelou o desenvolvimento de um projecto na Lusitania Seguros, no âmbito do qual a seguradora está a disponibilizar uma aplicação móvel à área comercial, assente em tecnologia da MicroStrategy.

A adopção da app tem por objectivo optimizar a capacidade de resposta e a agilidade comercial por parte da rede comercial da empresa financeira na gestão de pedidos efectuados pelos mediadores.

De acordo com um comunicado, o desenvolvimento incidiu mais especificamente sobre os processos de aceitação, aceitação com alterações ou rejeição das solicitações. Envolveu o fornecimento, em dispositivos móveis, de toda a informação necessária e suficiente para uma tomada de decisão pelos comerciais.

Para as operações comerciais, a Lusitania usava o acesso a dados por PC desktop, sem aplicação de mobilidade e isso condicionava a equipa comercial a aceder pelo portátil e placa 3G para aceder ao sistema central.

O novo projecto procurou, por isso, conferir agilidade máxima ao processo de avaliação e acção sobre os pedidos.

Segundo a Gstep, a solução da MicroStrategy para mobilidade respondeu a dois requisitos-chave para o projecto, dado que “permitia a transacionalidade e não obrigava a desenvolvimento aplicacional, uma vez que a plataforma inclui o modelo de implementação com um framework que não carece de desenvolvimento”.

O projecto teve a duração de um mês e meio e contou com o envolvimento de três consultores, um de cada organização envolvida.

O desenvolvimento da aplicação móvel, garantir a alta disponibilidade (24×7), a rapidez e a utilização intuitiva da mesma foram desafios para o integrador. Assegurar a capacidade de controlo pelos utilizadores e a acessibilidade por parte de qualquer nível da hierarquia comercial, também.

Toda a rede interna comercial tem acesso à aplicação, diz a empresa. “Foi também incorporada uma funcionalidade que permite que a hierarquia consulte/aceda aos comerciais que dela dependem, criando uma interacção pressionante, mas saudável”, acrescenta.

A implantação do projecto teve a duração de um mês e meio e contou com o envolvimento de três consultores, um de cada organização envolvida. “Estamos neste momento a medir e comparar com períodos homólogos o tempo médio de resposta a pedidos de aceitação, de modo a podermos aferir a melhoria, mas o ‘feedback’ da rede comercial é muito positivo”, afirma Alexandre Ramos, director para a área de organização e TI da Lusitania Seguros.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado