EMC em negociações para fusão com Hewlett-Packard

CEO da HP, Meg Whitman, ia gerir a nova empresa. Joe Tucci, da EMC, seria o presidente. Dell também foi tida em conta, com outras empresas.

Joe Tucci - Rabia Garib_ CIO Pakistan

A EMC passou quase um ano a discutir uma fusão com a Hewlett-Packard e está a pesar as suas opções à luz da esperada reforma do CEO, Joe Tucci (na foto), e do descontentamento dos accionistas, de acordo com o Wall Street Journal (WSJ). [A notícia foi também sintetizada no New York Times.]

As negociações de fusão com a HP acabaram pouco depois do desacordo sobre os termos financeiros, juntamente com a preocupação de os accionistas não quererem o negócio, e não é claro se as conversas serão retomadas, disse o jornal, citando “pessoas familiarizadas com o assunto”.

Se o pacto com a HP tivesse avançado, teria sido feito como uma “fusão entre iguais”, com Tucci a ser presidente e a CEO da HP, Meg Whitman, continuando nesse papel à frente da nova empresa, ainda de acordo com o Journal.

Uma fusão entre a EMC e a HP seria o maior negócio no sector de tecnologia nos tempos mais recentes, dada a capitalização de mercado combinada das empresas em cerca de 130 mil milhões de dólares. A fusão também iria enfrentar um escrutínio pesado dos reguladores da concorrência tanto nos EUA como no exterior.

A EMC também falou com a Dell [e, aparentemente, também com a Cisco e Oracle], embora um acordo com essa empresa pudesse significar uma alienação parcial, ao invés da Dell assumir a EMC na íntegra, segundo aquele diário.

“A EMC, consistente com a política de longa data, não comenta rumores ou especulações”, disse um porta-voz da empresa ao WSJ esta segunda-feira. A Dell e a HP não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado