Seedcamp volta à “prospecção” em Lisboa

As inscrições para a 3ª edição do Seedcamp Lisboa terminam a 8 de Setembro. O evento decorre a 2 de Outubro ao mesmo tempo que o Tech Tour Iberia.

captação de ecrã_seedcamp (DR)A Beta-i volta a trazer a Lisboa um evento do Seedcamp, um dos fundos de investimento para financiamento inicial de startups da Europa, que se irá realizar a 2 de Outubro, na Culturgest. A iniciativa terá o apoio logístico da Caixa Geral de Depósitos e a fase de candidaturas à participação decorre até 8 de Setembro.

A terceira edição do Seedcamp Lisboa realiza-se simultaneamente com o Tech Tour Iberia, evento promovido em Portugal pela Caixa Capital que será realizado nos dias 1 a 3 de Outubro em Valência (Espanha) e Lisboa

Será composto por uma “masterclass” e apresentações de cada startup participante, com “feedback” imediato do Seedcamp e da Beta-i. Estarão presentes especialistas em desenvolvimento de produto e de negócios, e investidores internacionais, segundo um comunicado.

“Entre as startups participantes, as que apresentarem os ‘pitches’ mais promissores serão escolhidas para participar no Seedcamp Week em Berlim, durante Novembro, de onde sairão os próximos investimentos”, avança a nota de imprensa.

Portugal é o segundo país com mais investimentos por parte do Seedcamp, com um total de sete startups apoiadas.

O Tech Tour Iberia deverá procurar trazer ao país os mais influentes investidores europeus, para lhes apresentar as melhores oportunidades de investimento na península e algumas das histórias de sucesso. Assim, de acordo com a Beta-i, as startups que apresentarem o seu projecto, poderão fazê-lo a um grupo de topo de investidores, para além do Seedcamp.

Terão também acesso  à apresentação das cinco “histórias de sucesso” de empreendedores portugueses como forma de partilha de experiências. “É com grande orgulho que a Beta-i constata que Portugal é o segundo país do mundo com mais startups investidas pelo Seedcamp.

Para além de ser um reconhecimento da qualidade dos empreendedores e das startups portuguesas, é também uma prova de que os nossos empreendedores já começam a pensar numa dimensão mundial”, afirma Ricardo Marvão, coordenador do Seedcamp Lisboa e co-fundador da Beta-i, sublinhou:

Embora tenha recebido no total candidaturas de mais de 8.000 startups de 70 países (das quais apenas 111 foram investidas), Portugal é o segundo país com mais investimentos por parte do Seedcamp, com um total de sete startups apoiadas: Modelo3, CrowdProcess, Codacy, Hole19, Popcorn Metrics, Zercatto e Cashtag. Algumas destas são alumni da Beta-i e do acelerador Lisbon Challenge.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado